Um novo talento de Criciúma nos ringues

Welinton Benvenutti, de 27 anos, conquista importante cinturão e agora busca apoio para estrear no esporte fora do Brasil

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

A popularização das artes marciais, nas últimas décadas, fez com que diversos talentos surgissem em todo o Brasil. Em Criciúma, não é diferente. Welinton Benvenutti, de 27 anos, é mais um deles. Há 10 anos treinando com a equipe American Killer Bees, liderada por Fabiano Winiarski, ele conquistou um cinturão importante, em Curitiba, na categoria até 74 quilos. A luta foi contra um experiente adversário. “O Welinton lutou contra um atleta local, um pouco mais velho, bem experiente, muito técnico e faixa preta de jiu-jitsu e muay thai. O Welinton fez um primeiro round bem movimentado, ‘pegado’, ‘pau a pau’, com muito ‘chão’, troca de posição e tentativa de finalização. No segundo round, ele conseguiu ouvir o corner e fez o que tinha que fazer: venceu por finalização”, explica Fabiano, treinador de Welinton.

Esta foi a quinta luta de MMA do criciumense – com quatro vitórias. Agora, os voos podem ficar maiores. Fabiano e a equipe de apoio negociam a estreia de Welinton em combates fora do Brasil. A situação, porém, esbarra na dificuldade financeira. “Tem um evento no México, que está para acontecer no começo de junho. Há uma bolsa para o lutador, eles dão hotel e tudo mais. O nosso complicador são as passagens aéreas. O evento não fornece e nós temos que correr atrás de patrocínio para tentar viabilizar, senão, infelizmente, por causa das passagens aéreas, de repente, ele não consegue estrear internacionalmente”, lamenta Fabiano.

Desta forma, Welinton, que deseja seguir profissionalmente no esporte, está em busca de patrocinadores para comprar a passagem. Um dos trunfos é a divulgação do evento, que será feita pelo canal do UFC nos Estados Unidos. “Estamos tentando conseguir essa ajuda. O evento passa no canal do UFC, que é o UFC Pass. Esse canal funciona nos Estados Unidos e tem pay-per-view para comprar. É um canal do UFC, então, a visibilidade que pode acontecer, nesse evento, é absurda”, explica o treinador. “O evento não é do UFC, mas tem parceria para passar nesse canal. Esses eventos que têm parceria do UFC servem para o UFC garimpar novos atletas. Ali é uma vitrine absurda”, completa Fabiano.

Vitória surpreendente na capital paranaense

O triunfo de Welinton, em Curitiba, surpreendeu os adversários e também os praticantes de artes marciais da capital paranaense. “Os comentários do pessoal de Curitiba, que é envolvido com artes marciais, foram de surpresa. Até o pessoal que não estava no evento comentou. Participamos também de outro evento, no dia seguinte, sem quimono, mais um teste, e o pessoal comentava bastante sobre a vitória”, ressalta o treinador.

A vitória recente credencia o lutador para a luta no México. “Essa vitória de Curitiba tem relação com o credenciamento para ele participar desse evento. O Welinton vinha de três vitórias por finalização – duas bem rápidas e uma razoável. Todas no primeiro round. Essa era uma luta dura e o pessoal de Curitiba não acreditou que ele ganharia”, pontua Fabiano.

Atualmente, a rotina é árdua para que os treinamentos aconteçam em alto nível. “Hoje, temos que gastar dinheiro, ir de carro ou ônibus, para treinar em Porto Alegre, Curitiba ou São Paulo. Daí se gasta com hotel, alimentação… Em uma semana se gasta mil reais com o atleta. O problema maior é o financeiro. Estamos plantando uma semente legal, acredito que daqui a pouco colheremos os frutos”, finaliza Fabiano. Quem desejar patrocinar Welinton ou ser parceiro do lutador pode entrar em contato pelo (48) 99806-5360.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.