Tigre: Wilsão celebra classificação, mas já foca no Metropolitano

Criciúma volta a campo na próxima segunda-feira precisando de uma vitória para manter-se vivo na disputa pela permanência no Campeonato Catarinense

Presidente Anselmo Freitas dá um abraço aliviado ao treinador (Foto: Celso da Luz/Criciúma EC)
- PUBLICIDADE -

Gustavo Milioli

Criciúma

- PUBLICIDADE -

O técnico Wilson Vaterkemper, aliviado, comemorou a classificação do Criciúma para a segunda fase da Copa do Brasil, alcançada na noite desta quinta-feira, contra a Ponte Preta. Porém, ele já concentra todas as atenções no jogo decisivo contra o Metropolitano, pelo Campeonato Catarinense. Em caso de revés, o Tigre pode ser rebaixado para a segunda divisão estadual.

“É um momento importante. É bom lembrar que estamos com muita dificuldade no Catarinense. Concentramos tudo aquilo que poderíamos para esse jogo, mas agora já passou. Temos três dias de intervalo para o próximo jogo. A nossa dificuldade está muito grande mesmo, os atletas estão todos cientes disso e eu também estou. Nos resta continuar trabalhando, com muita humildade, porque o local que a gente está hoje, a gente precisa sair, mas é um passinho de cada vez e não adianta pensar muito lá na frente”, afirma.

O Tigre bateu a Ponte Preta nos pênaltis após empatar em 1 a 1 no tempo normal. O comandante valorizou o desempenho da equipe, que teve uma postura diferente em relação aos outros duelos disputados nesta temporada. “Fizemos um jogo de muita sustentação. Infelizmente nós tomamos um gol de falta. A equipe se manteve equilibrada, como tínhamos treinado. Fiquei muito satisfeito com o desempenho dos atletas, principalmente pela parte aguerrida de cada um”, destaca.

A performance nas penalidades foi digna de perfeição. Foram cinco cobranças convertidas para a conquista da vitória por 5 a 4. “Treinamos por dois dias várias cobranças de pênaltis e fomos muito felizes no acerto”, externa o auxiliar técnico Lalo. Apesar das substituições na reta final da partida, ele ressaltou que as mudanças ocorreram pelo contexto dos 90 minutos, e não pela disputa nos pênaltis. “As alterações foram em virtude dos desgaste dos atletas. Estávamos naquele momento buscando o resultado dentro de campo, a vitória que nos dava a classificação, mas sabíamos que eles teriam potencial se fossem para as penalidades”, completa.

O Criciúma sofreu um gol de bola parada, mas apresentou uma consistência defensiva. Os visitantes pouco ameaçaram a meta defendida pelo estreante goleiro Alisson. “Fizemos um jogo de muita sustentação. Infelizmente nós tomamos um gol de falta. A equipe se manteve equilibrada, como tínhamos treinado. Fiquei muito satisfeito com o desempenho dos atletas, principalmente pela parte aguerrida de cada um”, externa Wilsão.

“Eu quero dedicar essa vitoria a nossa torcida, que está muito sofrida. Eu sei bem o desejo de cada um deles, eu vivo junto com eles, e o sentimento é o mesmo que o meu”, finaliza o comandante carvoeiro.

Mudou

A Federação Catarinense de Futebol (FCF), após pedido da direção carvoeira, realizou a alteração da data e do horário da partida entre Criciúma e Metropolitano, válida pela nona rodada do Campeonato Catarinense. O confronto, que seria disputado no domingo, foi transferido para a próxima segunda-feira, dia 12, às 19 horas, no Majestoso.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.