Tigre tenta evitar a maior vergonha da história

Diante do Avaí, no clássico desta quarta-feira, Criciúma busca a vitória para lutar contra o rebaixamento para a Série B do Catarinense. Time depende também de resultados paralelos para ficar na principal divisão do futebol de Santa Catarina

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

O jogo mais importante da história recente do Tricolor Carvoeiro acontece nesta quarta-feira, dia 21, a partir das 21h30, no estádio Heriberto Hülse. Não será a disputa de um título, como a torcida carvoeira sonha e anda tão necessitada, mas a vitória diante do Avaí – no feriado – significará quase o mesmo: deixar o Tigre praticamente livre da queda para a Segunda Divisão do Campeonato Catarinense.

A equipe treinada por Wilsão também depende de resultados paralelos para chegar ao objetivo: empate ou derrota do Hercílio Luz para o Joinville, em Tubarão, ou uma derrota do Concórdia para o Juventus, em Jaraguá do Sul. Todas as partidas acontecem no mesmo dia e horário.

Com apenas seis gols marcados, em 10 partidas, o Criciúma tem o pior ataque da competição e terá pela frente logo a melhor defesa. O Avaí sofreu apenas cinco gols até agora, no Estadual. Porém, como já está classificado para a próxima fase, o Leão da Ilha deve mandar um time misto para o clássico. “É uma situação difícil para o setor ofensivo, realmente não produzimos o suficiente para vir o resultado favorável”, reconheceu Wilsão, após a partida de domingo diante do Concórdia, quando o Tricolor Carvoeiro, mais uma vez, não conseguiu balançar as redes do adversário.

Mesmo com a situação complicada, o treinador do Criciúma confia na vitória diante do Leão e a fuga do rebaixamento. “A gente sabe que é difícil, desde quando a gente assumiu. A situação já tinha sido dada como entregue e a gente sempre fala para eles que ainda não terminou. E realmente não terminou. Conversamos com os atletas, passando confiança”, diz.

O comandante ainda disse que não está no clube para “mentir e nem para enrolar”. “Sabemos da dificuldade, porque aqui ninguém veio para mentir e nem para enrolar. Não é desta forma que a gente trabalha. Todos sabem das dificuldades que tinha e que tem. Passamos confiança para eles, pode acontecer ainda, não tem nada definido. Vamos trabalhar em cima disso para tirar o máximo de cada um para quem sabe conseguir o objetivo que estamos buscando desde quando entramos aqui”, destaca Wilsão.

Campeonato Catarinense – 11ª Rodada – Fase Classificatória

21/04/21 (quarta-feira) – 21h30 – estádio Heriberto Hülse, em Criciúma

CRICIÚMA

Alisson; Claudinho, Alemão, Philipe Maia e Hélder; AdenílsoN, Eduardo, Moacir e Dudu; Pedrinho (Gabriel Silva) e Uilliam Barros. Técnico: Wilson Vaterkemper

AVAÍ

Lucas Frigeri; Diego Renan, Rafael Pereira, Betão e João Lucas; Jean, Wesley Soares e Vinícius Leite; Gustavo, Júnior Dutra e Getúlio. Técnico: Claudinei Oliveira

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.