Tigre: Técnico faz mistério para divulgar a equipe

O zagueiro Rodrigo espera que o time obtenha uma nova vitória no domingo


- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

O treino do Criciúma, realizado na tarde de quinta-feira, no Centro de Treinamento Antenor Angeloni, foi fechado para a imprensa. Paulo Baier repetirá a dose no trabalho desta sexta-feira. Assim, o time titular será divulgado apenas uma hora antes do jogo. Fellipe Mateus trabalhou normalmente durante a semana e deve começar jogando. Lesionado, Hygor será reavaliado e deve ficar de fora do jogo.

Em Erechim, diante do Ypiranga, Baier adotou um sistema com três zagueiros, mas, em casa, o time deve ser mais ofensivo. “O Paulo (Baier, técnico) trabalhou durante a semana essa formação. Aqui no Criciúma, foi a primeira vez que atuamos nesse formato e precisávamos fazer algo diferente para conquistar a vitória fora de casa. Desejávamos ela desde o início da competição. Infelizmente, não tínhamos conseguido ainda. Foi bacana. O modelo novo acabou dando certo e se torna mais uma estratégia que temos, quando precisar, independente se for em casa ou fora”, pontua o zagueiro Rodrigo.

A probabilidade maior é por uma escalação com Dudu Vieira, Arilson e Fellipe Mateus no meio de campo com Silvinho, Maranhão e Marcão – ou Luiz Paulo – no ataque. Voltando assim ao 4-3-3. “O momento é bom. Nossa equipe vem crescendo jogo a jogo. Logicamente, vai ter oscilações, como já teve, mas quando se perde não está tudo errado e, quando se ganha, não está tudo certo”, ressalta Rodrigo.

O zagueiro espera que o time obtenha uma nova vitória. “Diariamente, nos treinos e nos jogos, a gente procura estar sempre pegando o que fazemos de ruim, como lição, e pegando o que fazemos de bom para repetir e tentar evoluir. Aproveitar esse momento bom. Temos mais um jogo em casa e esperamos, novamente, fazer o bom momento prevalecer e sair com uma boa vitória”, comenta.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.