Tigre pega a calculadora para entender possibilidades nesta reta final

Enquanto uma vitória na próxima rodada tira a equipe da zona de rebaixamento, uma derrota pode decretar o descenso matematicamente

Foto: Celso da Luz/Criciúma EC
- PUBLICIDADE -

Gustavo Milioli

Criciúma

- PUBLICIDADE -

A vitória sobre o Metropolitano tirou um peso enorme das costas do Criciúma. O Tigre deixou a lanterna do Campeonato Catarinense para trás e pode sair da zona de rebaixamento já na próxima rodada, caso supere o Concórdia. Entretanto, um revés no Oeste do Estado também tem chances de confirmar matematicamente a queda para a segunda divisão, se os resultados paralelos forem desfavoráveis.

Ao mesmo tempo em que está ameaçado pela degola, o Criciúma ainda possui chances de se classificar para as quartas de final. Para isso, precisaria vencer os dois últimos jogos da primeira fase, contra Concórdia e Avaí, e torcer para que Figueirense ou Próspera não ganhem as duas partidas restantes. A equipe da zona norte da Capital do Carvão enfrenta o Alvinegro pela 10ª rodada.

Vale lembrar que a atual campeã Chapecoense só se classificou para o mata-mata da edição passada na última vaga. Após terminar em oitavo lugar, eliminou todos os concorrentes até chegar ao título, sempre decidindo longe de seus domínios.

Para evitar o rebaixamento

O Tigre nunca esteve tão ameaçado por um descenso inédito no Catarinense como nesta temporada. O Tricolor Carvoeiro trinfou pela primeira vez apenas na nona rodada, e agora tem duas ‘finais’ pela frente para continuar na elite do futebol estadual. O próximo adversário será o oponente direto Concórdia, fora de casa, e depois o Avaí, atual terceiro colocado, no Heriberto Hülse.

Derrota não pode fazer parte do vocabulário carvoeiro a partir de agora. Se perder no Oeste e o Hercílio Luz desbancar o Avaí na capital, o rebaixamento é consumado. O Criciúma até pode escapar da queda caso seja derrotado em uma partida, mas a situação ficaria bastante duvidosa. A pontuação máxima a ser atingida seria de 10 pontos. Precisaria contar com o insucesso do Hercílio Luz, que não poderia sequer empatar contra Avaí e Joinville no fechamento da primeira fase.

Possibilidades

Se o Criciúma empatar com o Concórdia e vencer o Avaí, conseguiria superar o Galo contando com, no máximo, um empate do clube do Oeste contra o Juventus, ultrapassando-os pelo saldo de gols. Nesta hipótese, o Leão do Sul também estaria na alça de mira e não poderia sair vitorioso em nenhum duelo restante. O Tigre ainda depende apenas de si e, para não utilizar a sorte, é obrigado a triunfar nas duas rodadas que sobram e deixar a disputa contra o rebaixamento entre Concórdia, Hercílio Luz e Metropolitano.

Figueirense e Próspera também possuem probabilidades, remotas, de caírem. Além de não ganharem nenhum dos duelos, ainda teriam que ver os rivais abaixo conseguirem um sucesso ainda não visto nesta edição do Campeonato Catarinense. Virtualmente, dois empates são o suficiente para os clubes se garantirem na primeira divisão. Matematicamente, devem conquistar ao menos três pontos.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.