Tigre faz confronto direto pelas primeiras posições

Diante do Ituano, hoje, às 17 horas, fora de casa, Criciúma tenta quebrar tabu de mais de um ano sem vencer longe do Majestoso. Com mais três pontos, time se iguala ao líder do grupo. Por outro lado, derrota deixa o time em situação complicada no G4


- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Itu/SP

- PUBLICIDADE -

A eliminação para o Fluminense, na Copa do Brasil, faz parte do passado para o Criciúma. Sem tempo para lamentar, o time entra em campo hoje, a partir das 17 horas, diante do Ituano, no estádio Novelli Júnior, em Itu. É um confronto direto pelas primeiras posições do grupo B na Terceirona. O Tigre tem 17 pontos e está em terceiro lugar. O adversário tem um ponto a menos e está na quarta colocação. É o início do returno da Série C. Restam nove jogos que definirão o futuro do Tricolor Carvoeiro na competição. “Já passou. (A eliminação na Copa do Brasil) Faz parte do passado. Temos que mudar o foco. Agora, vamos para o jogo contra o Ituano, pela Série C, teremos nove jogos, começando o returno, e todo mundo tem que estar bem para começarmos bem”, ressalta o técnico Paulo Baier.

Sem vencer fora de casa desde o longínquo dia 30 de julho do ano passado – quando bateu o Marcílio Dias, pelo Catarinense – o Criciúma busca quebrar esse tabu. Caso consiga os três pontos, o time treinado por Paulo Baier se iguala ao Ypiranga-RS, na liderança do grupo B. Uma nova derrota no interior paulista, porém, deixará o time na quarta posição e muito próximo dos times que vêm logo abaixo na tabela. “Um ano sem vencer fora de casa é muito tempo. Isso que já conversamos com os jogadores: o Criciúma não pode ficar tanto tempo sem vencer fora. Então, é ter tranquilidade, é focar na Série C, esquecer Copa do Brasil, e ir 100% para tentar quebrar esse tabu também. Eu acredito que podemos fazer um grande jogo e, quem sabe, conseguiremos uma vitória”, pontua Baier.

Com quatro vitória e uma derrota, nos últimos cinco jogos, o Ituano está em evolução após a chegada do técnico Mazola Júnior. Velho conhecido da torcida do Criciúma, o comandante do time de Itu desperta a atenção da comissão técnica carvoeira. “Ele está fazendo um excelente trabalho. É um jogo difícil, muito complicado, mas quem tiver 100% vai para o jogo para que a gente possa conseguir levar pontos para Criciúma. Hoje, nessa situação, onde restam nove jogos, qualquer pontuação é importante, principalmente fora de casa”, enfatiza Paulo Baier.

Arilson deve jogar. Fellipe Mateus está fora

O time titular do Criciúma deve sofrer, ao menos, três alterações. O zagueiro Rodrigo e o volante Dudu Vieira estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Fellipe Mateus está lesionado e desfalcará a equipe por, pelo menos, duas semanas. O meia está com uma lesão do músculo posterior da coxa direita e saiu de campo ainda no decorrer da partida contra o Fluminense. O local machucado foi diagnosticado através de exame de imagem.

Com os atletas muito desgastados, Baier não descarta fazer outras mexidas no time. “Eu já perdi o Fellipe (Mateus), que vai ficar 15 dias fora, em virtude dessa sequência de jogos que foi muito pesada. Agora, temos a Série C com um pouquinho mais de tempo para a gente respirar, mas, infelizmente, esse jogo contra o Ituano já é em cima, então temos que ver para não perder mais jogadores”, destaca.

Silvinho, Luiz Paulo e Arilson, que não atuaram contra o Fluminense, devem entrar em campo hoje. Os dois primeiros não podiam jogar na Copa do Brasil por já terem vestido a camisa de outros clubes na mesma competição. O volante estava machucado, mas foi liberado pelo departamento médico. “Tem possibilidade. O Arilson foi liberado pelo departamento médico, veio para cá e está treinando normalmente. Se tudo der certo, provavelmente vai iniciar o jogo”, confirma Baier.

Desgaste físico prejudica os jogadores

Com uma grande maratona de jogos, os atletas do Criciúma estão muito desgastados fisicamente. Baier ressalta o esforço feito pelos jogadores nas partidas mais recentes. “Apenas para ressaltar, principalmente para os torcedores, nos jogos contra o Figueirense e Fluminense foram onde os nossos jogadores mais correram. A quilometragem percorrida deles foi a maior entre todos os nossos jogos do ano. O Eduardo correu 12 quilômetros contra o Fluminense. Outros quatro ou cinco jogadores correram 11.6, 11.7 e 11.8. Assim, a gente vem em um alto ritmo. Tem um desgaste muito grande”, pontua.

A logística desenvolvida pela diretoria carvoeira ajudou na recuperação física. O elenco saiu do Rio de Janeiro no domingo e se hospedou em Sorocaba (SP), distante 40 quilômetros de Itu (SP), para a preparação ao confronto de hoje. Os trabalhos foram realizados no CT do Atlético de Sorocaba. “Com certeza isso ajudou e muito. Estamos podendo descansar e fazer o trabalho de gelo todos os dias nos jogadores. A alimentação e o descanso estão corretos, então, faz muita diferença isso”, destaca.

Baier escalará apenas os atletas que estiverem 100% aptos fisicamente. “Os jogadores vêm em uma crescente muito grande, em relação ao desgaste. Tem muito jogador com dor muscular, com dor na posterior, então, eu vou analisar bem, junto ao departamento físico e médico para ver quem está 100%. Quem estiver bem, vai para o jogo, quem não tiver, daremos oportunidade para outros”, comenta.

O treinador teme perder jogadores por um tempo maior, em virtude de possíveis lesões. “Então, vamos ajeitar melhor a estratégia, vamos ver os jogadores que estão inteiros. Não adianta colocar jogadores para depois eles ficarem um mês fora. Temos um campeonato todo pela frente ainda, então vamos ver uma melhor situação para ver se conseguimos escalar um time forte para pegar o Ituano”, finaliza Baier.

Campeonato Brasileiro – Série C – 10ª Rodada

03/08 (quarta-feira) – 17 horas – estádio Novelli Júnior, em Itu (SP)

ITUANO

Pegorari; Pacheco, Mateus, Bernardo e Rhuan; Jiménez, Bruno Lima e Igor Henrique; Fernandinho, João Victor e Eduardo Ramos. Técnico: Mazola Júnior

CRICIÚMA

Gustavo; Alemão, Genílson, Marcel Scalese e Helder; Eduardo, Arílson e Dudu Figueiredo; Hygor, Luiz Paulo e Silvinho. Técnico: Paulo Baier

Arbitragem: Maguielson Lima Barbosa. Auxiliares: Marconi de Souza Gonçalo e Renato Gomes Tolentino. (trio do DF).

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.