Tigre: A valorização dos jovens da base

Volante Léo, de 18 anos, firma primeiro contrato profissional com o Tigre e expõe a tendência da nova comissão técnica: apostar nos pratas da casa

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Ainda sem o elenco profissional completo, a comissão técnica do Criciúma aproveita para valorizar os jovens que integram as categorias de base do clube. A prova disso é assinatura do primeiro contrato profissional do volante Léo. Campeão do Campeonato Catarinense Sub-17 de 2019, o jogador, revelado na base do clube, acertou contrato com o Tigre até o final de 2023.

Leonardo Gonçalves dos Santos, é natural de Guarujá (SP) e chegou nas categorias de base do Criciúma em 2019. O volante foi promovido ao elenco profissional este ano e integra a equipe do técnico Hemerson Maria na pré-temporada para a disputa do Catarinense. O próprio comandante carvoeiro valorizou a presença dos jovens no jogo-treino diante do Grêmio, na quarta-feira. “Os meninos do Sub-20 entraram: Deividy, Brandão e o Igor, que a gente tem aproveitado nos treinos. Jogamos 30 minutos com a equipe bastante jovem e isso mostra também uma das nossas intenções: ajudar na formação dos atletas que é algo muito importante para o crescimento do clube”, explica o treinador.

A busca por um camisa 10

Mesmo aproveitando os jovens entre os profissionais, o técnico espera pela chegada de um meia tradicional, o famoso “camisa 10”. Porém, Hemerson tem estratégias prontas para usar sem a chegada do atleta. “Com um jogador dessa característica, às vezes, o time fica cadenciado e perde agressividade. Eu gosto desse tipo de atleta, mas tem que participar da fase defensiva da equipe. Ele precisa ter mobilidade e que agregue valor ao time, cadenciando o jogo. Não encontramos esse atleta ainda. O departamento de futebol está pesquisando e buscando, mas não vou desmerecer os meninos daqui”, explica.

A equipe que entrará em campo contra o Hercílio Luz, na quarta-feira, às 21 horas, ainda não foi definida pelo treinador. “É prematuro ainda, mas temos jogadores que não treinaram conosco: o Leo, lateral-direito, Pedrinho e o Tsumita que sentiu um desconforto. O Eduardo Melo não participou também. Com a chegada deles no grupo, vou ficar com 21 jogadores de linha e quatro goleiros, assim vou ter até o dia da estreia para trabalhar bem a equipe e escolher os 11 que vão iniciar”, destaca o treinador, se referindo ao jogo-treino diante do time Sub-23 do Grêmio, na quarta-feira.

A partir desta sexta-feira, o elenco carvoeiro estará recluso na concentração para trabalhar até a estreia. “Esperamos a energia positiva do torcedor, que acredite que esse ano será diferente. A diretoria está trabalhando junto conosco: funcionários do clube, comissão técnica e jogadores. Quando há essa unidade, a energia positiva vai para o campo. Tenho certeza que será um ano positivo para o Criciúma”, finaliza o técnico do Criciúma.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.