Renato Gaúcho deixa o comando técnico do Grêmio

A pressão interna e da torcida após a temporada ruim de 2020 e o início instável de 2021 foram determinantes para a mudança de rumos do comando técnico da equipe

Foto: Amanda Perobelli / AFP / Divulgação / CP
- PUBLICIDADE -

Renato Portaluppi não é mais técnico do Grêmio. A decisão foi tomada nesta quinta-feira, dia posterior a derrota e desclassificação do Tricolor da Libertadores, para o Independiente del Valle, na Arena. A pressão interna e da torcida após a temporada ruim de 2020 e o início instável de 2021 foram determinantes para a mudança de rumos do comando técnico da equipe.

Após a queda na principal competição sul-americana, o presidente Romildo Bolzan e o treinador tiveram uma longa conversa telefônica, já que Renato se recupera de Covid-19 em um hotel de Porto Alegre. Nela, o mandatário gremista assegurou que tinha o desejo de mantê-lo no cargo e até a reformulação de elenco foi tratada. Renato, no entanto, pediu para deixar o cargo.

- PUBLICIDADE -

Entretanto, nesta quinta-feira pela manhã, os integrantes do conselho de administração do clube se reuniram para pressionar a mudança de rumos junto ao presidente. Com a decisão tomada, Bolzan acabou convencido da necessidade de encerrar o vínculo com o treinador de 58 anos, que em 2017 conquistou o tricampeonato da Libertadores.

 

No início da tarde, o presidente foi até o hotel onde o treinador morava em Porto Alegre e anunciou a decisão. Bolzan irá conceder uma entrevista coletiva para falar sobre a mudança.

A passagem encerrada hoje iniciou no dia 19 de setembro de 2016 e estava na quinta temporada consecutiva no Grêmio, sendo o técnico de maior longevidade no futebol brasileiro atual. Além de comandar a equipe do Tricolor em mais de 400 jogos e do título da Libertadores, Renato Portaluppi ajudou seus comandados a conquistar a Copa do Brasil de 2016 , a Recopa 2018 e três Campeonatos Gaúchos.

 Via Correio do Povo 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.