Próspera: Mário Balsini terá capacidade ampliada

Com a instalação das arquibancadas móveis, estádio do Próspera poderá receber 2,5 mil torcedores. Troca do gramado é iniciada


- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Fotos: Gabriel Oliveira / EC Próspera

O Time da Raça jogará a Série A do Catarinense no estádio Mário Balsini. Para isso, as máquinas já estão trabalhando para realizar as melhorias necessárias. Inicialmente, serão colocadas arquibancadas móveis que comportarão mais 1,5 mil pessoas. Deste total, 1,1 mil serão torcedores do Próspera e os outros 400 torcedores serão do time visitante.

Desta forma, a capacidade do Mário Balsini ficará em 2,5 mil pessoas. Ainda haverá um número de torcedores em pé, mas não há a precisão de quantos serão. Os valores investidos não foram revelados pelo presidente Israel Rocha Alves. “A arquibancada móvel não é barata. Como o parceiro vem propondo um desconto diferenciado, ele pediu sigilo nos valores, porque ele faz esse mesmo trabalho para outros e pode ficar ‘queimado’ no mercado”, explica.

Além da instalação das arquibancadas, o gramado do Mário Balsini também já está sendo trocado. A grama existente está sendo retirada, será feita a instalação de uma nova drenagem, nivelamento do solo, irrigação e depois a instalação do gramado. Várias etapas serão feitas até que a obra esteja pronta.

A previsão é que tudo esteja pronto entre os dias 15 a 20 de janeiro. A ideia é que o plantio do novo gramado, que vem em rolo, seja feito na última semana de dezembro. As reformas servirão também para sediar os jogos do clube na Série D do Brasileiro e Copa Santa Catarina de 2022. “Vamos passar novembro, dezembro e janeiro fazendo essas melhorias. Ver o Próspera, no Mário Balsini, jogando uma divisão nacional, vai ser muito legal. O Próspera nunca esteve em um campeonato nacional e, de repente, ter o Paraná, por exemplo, jogando aqui. É possível”, destaca Israel.

Israel acredita que o investimento do Próspera, no total, ficará entre 300 e 400 mil reais. O pagamento virá através de parcerias e parcelamentos. “Estamos buscando parceiros e inovando. Estamos buscando novos players do mercado financeiro. O pessoal que atua com novos valores econômicos. Estamos buscando algumas inovações para que a gente possa viabilizar esses valores. E vamos parcelar também. O objetivo é jogar no Balsinão e ter a torcida com a gente”, destaca.

Montagem do elenco pensando no Catarinense

O Próspera montará um elenco para a disputa da principal divisão do futebol catarinense. O presidente do clube considera o Estadual até mais importante do que a Série D do Brasileiro – onde o Próspera também estará. “É o Catarinense que garante a vaga na Série D. A disputa nacional, por si só, não dá vaga. A menos que você suba para a Série C. Do contrário, ela não te dá permanência nela. Quem vai te dar é o estadual. Então, o Catarinense é muito importante para nós e a gente vai fazer um esforço, dentro da nossa realidade econômica, para montar o time”, comenta.

Muitos atletas que são do clube, e estão emprestados, devem retornar. A base do time deverá ser jovem, mas com uma espinha dorsal mais experiente. Tudo foi mapeado desde o final do Catarinense, quando o clube ficou fechado. “Muitos atletas que estavam com a gente irão retornar. Outros, a gente mapeou ao longo desse período. Nós tivemos tempo. Ficamos com o clube fechado e foi intencional para a gente poder organizar tudo”, enfatiza Israel.

A montagem do elenco será feita pela diretoria do clube, mas o treinador, Emerson Cris, recém-contratado, colaborará para a chegada de alguns atletas. “A montagem do elenco é feita pela comissão do Próspera, mas, o Emerson vai participar das contratações, sim. Não é ele quem contrata. A chave do cadeado, digamos assim, para as contratações é de uma comissão do Próspera. Até porque, independente do técnico, a gente entende que o plantel será montado por nós”, ressalta.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.