O primeiro desafio para o novo time do Criciúma

Totalmente redesenhado, elenco carvoeiro estreia hoje no Catarinense, às 21 horas, diante do Hercílio Luz, no Majestoso. Técnico Hemerson Maria deve confirmar o time apenas momentos antes do confronto

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Uma nova página na história do Criciúma começa a ser escrita, de fato, hoje, a partir das 21 horas, diante do Hercílio Luz. Sob a administração do presidente, Anselmo Freitas, direção de futebol de Waldeci Rampinelli e comando técnico de Hemerson Maria, a equipe entra em campo em busca da hegemonia do futebol estadual, algo que não acontece desde 2013. “Nós chegamos e não tinha ninguém aqui: só o presidente, que me intimou para mexer com o futebol. A partir daí, eu fui atrás de gente: o primeiro foi o Giu (Giuliano Bittencourt, gerente de futebol). Então, começamos a criar estrutura e corpo. Buscamos a Comissão Técnica, auxiliares, fisiologistas e todos os demais”, explica o diretor de futebol, Waldeci Rampinelli, em entrevista exclusiva ao Tribuna de Notícias, concedida na tarde de ontem no CT Antenor Angeloni.

Experiente e com campanhas indiscutíveis à frente do futebol do Tigre, em 2002 e 2012, Rampinelli admite estar ansioso para a entrada em campo do novo Criciúma. “Se eu dissesse que não estou com a ansiedade no limite, estaria mentindo”, confessa. E ele detalha como estão os pensamentos para a partida. “Eu estou suando. Isso é normal. Comigo é assim. Eu já estou imaginando a preleção amanhã (hoje) às 18h15, como vai ser. Depois, a saída daqui, a chegada ao estádio, no vestiário como vai ficar cada jogador e a performance em campo. Futebol é detalhe”, ressalta.

A preocupação do diretor com o primeiro jogo é total. “Nós podemos estar fazendo uma grande partida e, daqui a pouco, algum jogador é expulso. E daí? Trabalhou a semana inteira e deu nisso. Então, a preocupação é total. Não é igual a uma máquina que tu compras, instala e tem o técnico em volta: caso der problema muda aqui e ali. Não da mais para mudar. É na hora”, comenta. “Estamos ansiosos. Vamos para o jogo. Eu estou, mais ou menos, como criança, quando está chegando o Natal, e quer saber o que vai ganhar”, completa.

Arrancada com vitória será importante para dar confiança

Com o elenco ainda se conhecendo, começar a campanha no Catarinense com vitória dará mais confiança aos jogadores para seguirem em busca de novos triunfos nas rodadas seguintes. “Sempre é bom ganhar. É ótimo começar bem, mas é bom também terminar bem. No ano passado, a Chapecoense se classificou, a duras penas, e foi campeã. O Avaí fez campanha de campeão e não chegou. Faz parte do jogo. É bom começar ganhando. Correr atrás é sempre mais complicado. Se tu estás na frente, te dá mais confiança e segurança”, destaca Rampinelli.

O torcedor pode esperar uma equipe com muita vontade, raça e determinação, pontos que sempre se destacaram nas campanhas de sucesso do Criciúma. “Na minha conversa de domingo à noite, com os jogadores, eu disse que nós podemos chegar no final da competição e não termos atingido os nossos objetivos. Sem problemas. Desde que nós tenhamos dado o máximo do máximo e não tenhamos conseguido. Alguém vai conseguir e outros não vão. Eu tenho que chegar no final da competição com o dever cumprido. Se eu não consegui, mas dei o meu máximo, é porque alguém teve mais capacidade que eu. E eu tenho que saber respeitar. Baseado nesse ponto, vamos fazer o nosso trabalho. Eu espero que, fazendo o máximo, dentro dessa preparação que estamos fazendo, o resultado venha. Ganhar é ótimo”, pontua.

Campeonato Catarinense – 1ª Fase – 1ª Rodada

24/02/21 (quarta-feira) – 21h – estádio Heriberto Hülse

CRICIÚMA

Gustavo; Emanuel, Alemão, Marcel Scalese e Helder; Moacir, Eduardo, Gabriel Silva e Mateus Anderson; Uilian Barros e Marcus Índio. Técnico: Hemerson Maria

HERCÍLIO LUZ

Rafael Roballo; Carlos Eduardo (Jhonatan), Negretti, Rodolfo Mol e Boré; Luanderson, Ruan e Renato Henrique; Garraty, Levi (Wellington) e PH. Técnico: Marcelo Caranhato

Arbitragem: Fernando Henrique de Medeiros Miranda; Auxiliares: Alexandre Bittencourt e André Eduardo da Silveira

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.