Mordomo do Criciúma morre de Covid-19 aos 43 anos

Midão, como era conhecido, estava há oito anos no clube

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

O Criciúma Esporte Clube comunicou o falecimento do seu mordomo das categorias de base, Emídio Pereira Casagrande. Midão, como era carinhosamente conhecido, faleceu no final da tarde deste sábado (8), aos 43 anos, por complicações causadas pelo Covid-19.

O clube está de luto e colocará o bandeirão do estádio Heriberto Hülse a meio mastro por três dias em homenagem ao colaborador, que dedicou seu profissionalismo ao Tigre por quase 8 anos.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.