Metropolitano bate o Concórdia no Oeste, e Tigre cai para a lanterna

Metrô surpreende e vence por 3 a 0 fora de casa, ultrapassando o Criciúma na tabela. Em contrapartida, a distância para a equipe criciumense deixar o Z-2 se mantém em quatro pontos

Foto: Ricardo Artifon/CAC
- PUBLICIDADE -

Gustavo Milioli

Jogando fora de casa, o Metropolitano surpreendeu o Concórdia e venceu por 3 a 1. A partida foi disputada na tarde desta quinta-feira, no estádio Domingos Machado de Lima, pela sétima rodada do Campeonato Catarinense. Com o resultado, o Metrô ultrapassou o Criciúma e subiu para a penúltima posição, empurrando a lanterna para o Tigre.

- PUBLICIDADE -

O Concórdia, com sete pontos, segue em 10º lugar, com dois pontos de vantagem para o time de Blumenau e quatro em relação ao Tricolor Carvoeiro. Os criciumenses ainda enfrentarão ambos os adversários diretos na luta pela permanência na elite. Na nona rodada, recebe o Metropolitano, no Heriberto Hülse. Na partida seguinte, viaja ao Oeste do Estado para encarar o Galo.

Além da lanterna, agora o Criciúma carrega também o pior ataque da competição, com três gols marcados. Antes da goleada desta tarde, o Metrô havia feito apenas dois tentos. Daniel Bahia, França e Eberê, nos primeiros 15 minutos do segundo tempo, foram os autores dos gols da vitória verde e branca em Concórdia. Os mandantes haviam acertado duas bolas na trave na primeira etapa. No final, Cleisson Tetê diminuiu o placar.

Os três clubes voltam a campo no próximo domingo, dia 5. Às 16h, o Criciúma visita o Marcílio Dias, em Itajaí, e o Concórdia visita o Hercílio Luz, em Tubarão. No mesmo horário, o Metropolitano recebe o Avaí, na cidade de Ibirama. Os confrontos serão válidos pela oitava rodada do Campeonato Catarinense.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.