Helder pode ficar no Criciúma

Jogador, que fez só três partidas em 2020, está na cidade, mas diretoria não confirma negociação pela permanência

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

O primeiro contratado do Criciúma para 2021 pode ser um velho conhecido da torcida. O zagueiro Helder, trazido pelo técnico Itamar Schulle, no ano passado, pode permanecer no clube. Ele ainda está morando na Capital do Carvão, mas a diretoria do Tigre não confirma a negociação. “Nós vamos trazer 15 jogadores. Se nós analisarmos três por posição, já são 45. Estamos conversando com vários jogadores, mas, oficialmente, não tem ninguém contratado ainda. Nem sei se foi conversado com ele ou com o empresário dele”, explica o diretor de futebol do clube, Waldeci Rampinelli.

Anunciado pelo Tigre em 15 de outubro, o jogador, de 30 anos, fez apenas três partidas – contra São Bento, Volta Redonda e Ituano – partida em que teve uma lesão no início do segundo tempo. O exame de imagem acusou uma lesão de grau dois, na posterior da coxa esquerda, o tratamento durou aproximadamente um mês. Diante do São Bento, ele levou dois amarelos no primeiro tempo e foi expulso. Helder retomou a titularidade contra o Volta Redonda e se lesionou contra o time de Itu.

Outro especulado no Criciúma é o experiente goleiro Felipe, de 36 anos, que estava no Botafogo-PB. Ele se destacou no Corinthians e no Flamengo. O jogador também atuou em Portugal. Nos últimos três anos, Felipe esteve no Boavista (RJ), Uberlândia (MG) e Kisvarda (Hungria) antes de chegar ao time paraibano. “A gente está conversando com vários jogadores. Estamos analisando e trocando ideias sobre vários deles. Agora, reforço: nenhum contratado até agora. Todas as contratações serão colocadas no site oficial do clube”, reforça Rampinelli.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.