Em reconstrução, Tigre chega aos 74 anos

Nova diretoria de futebol e comissão técnica trabalharam para resgatar o bom momento do clube. Pelo segundo ano consecutivo, não haverá evento para comemorar a data. Porém, algumas ações estão programadas pelos dirigentes

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Mesmo com o orgulho ferido, devido ao recente rebaixamento para a Série B do Catarinense, a torcida do Criciúma celebra, hoje, os 74 anos do clube. Novamente em momento de reconstrução, o Tigre se prepara para a disputa da Terceira Divisão nacional e tem uma diretoria empenhada em colocar a instituição, mais uma vez, no caminho das glórias. “É um momento de muita responsabilidade. Pegamos o clube, no começo do ano, praticamente sem atletas, em uma situação difícil. Sabíamos disso e das dificuldades que iríamos encontrar. Tentamos montar um time de uma forma mais econômica, porque o Criciúma não tinha recurso, estava com o caixa zerado, mas acabou não dando certo, dentro de campo”, reflete o presidente do clube, Anselmo Freitas.

Por outro lado, o mandatário carvoeiro elenca ações, fora das quatro linhas, que fortaleceram o clube. “Conseguimos, neste ano, já captar quatro milhões de 200 mil reais do Ministério dos Esportes. Aprovamos um projeto lá e foi muito importante. Tivemos a vinda de diversos patrocinadores, empresas da região, que estão apoiando o clube para ele ficar mais forte. Então, conseguimos, financeiramente, manter o clube neste ano”, pontua.

Anselmo projeta um investimento maior para fazer uma boa campanha na Série C, que começa no final do mês.“O primeiro semestre está praticamente resolvido. É um momento de fazer as coisas com ‘os pés no chão’ para não deixar o clube, no final do ano, endividado. Mas, ao mesmo tempo, queremos investir e estamos investindo bastante para contratar atletas e fazer uma boa participação na Série C do Brasileiro”, pontua.

Apesar das dificuldades, o presidente mostra alegria e empolgação por estar na principal cadeira do clube.“Eu me sinto muito feliz, apesar do momento que o clube vive. A gente não vai desistir e vamos tocar o clube até o final do ano, até que tenha novas eleições. Eu, particularmente, Anselmo, me sinto muito feliz por estar presidente do clube no dia e mês de aniversário”, comenta.

Surpresas para a torcida carvoeira

Pelo segundo ano consecutivo, não haverá evento para a comemoração da data – em virtude da pandemia do novo coronavírus. Porém, o clube programou algumas ações para marcar a data. O Tigre sorteou sócios torcedores – e não associados – para visitarem o Centro de Treinamento Antenor Angeloni e assistirem ao treinamento de hoje. Respeitando todo o protocolo de saúde em relação à pandemia, os mesmos sairão juntos do estádio Heriberto Hülse com um ônibus cedido pela Fundação Municipal de Esportes (FME de Criciúma) em uma parceria com o clube. O corte do bolo ocorrerá às 16h30min no CT do Tigre e contará com a presença de autoridades.

Na parte da tarde, a cidade de Criciúma será contemplada com uma surpresa que irá encantar toda a torcida e fará todos olharem para cima com orgulho de ser Tigre.

Durante a noite, a partir das 19h30min, assim como no ano passado, a Banda do 28º GAC desfilará pelas ruas do bairro Comerciário tocando o hino do clube. Juntamente com os membros do exército, estarão o mascote Tigrão, representantes das torcidas organizadas, funcionários do clube e atletas das categorias de base e do futebol feminino.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.