Criciúma terá escolinhas gratuitas de esportes

Projeto Mais Esporte, Mais Futuro, liderado pela FME, incentiva as crianças, a partir de cinco anos, a praticarem as modalidades

- PUBLICIDADE -

Criciúma

A Fundação Municipal do Esporte (FME) de Criciúma, com o objetivo de democratizar a prática de atividades físicas e o lazer como direito social, elaborou um programa de incentivo a iniciação e aprendizado desportivo. Dele fazem parte projetos que englobam diversas modalidades esportivas e são abertos à comunidade.

- PUBLICIDADE -

Com a faixa etária partindo dos cinco anos, as aulas são gratuitas e ocorrem semanalmente em diferentes bairros da cidade. “Temos nos mobilizado há bastante tempo para tornar isso possível. Nos organizamos para oferecer treinadores capacitados e locais adequados para as atividades”, explicou o presidente da FME, Neto Uggioni.

O dirigente diz que o programa ajudará a moldar o caráter das crianças. “Um grande programa como esse é essencial para construir uma sociedade mais saudável e honesta. Acreditamos no esporte como ferramenta de inclusão social, de educação e construção de caráter. Por isso, para nós ele significa futuro”, comenta.

Dentre as modalidades oferecidas estão esportes coletivos como vôlei, handebol, futsal e basquete e aulas de artes marciais como jiu jitsu, judô e caratê. Tênis de mesa, xadrez, ginástica rítmica, atletismo e triatlo também fazem parte dos cronogramas. Outros como futebol de campo e natação estão em fase de implementação.

O programa foi desenvolvido pela equipe da FME, contando com o presidente Neto, o coordenador de projetos sociais Bruno Colombo, professores de cada atividade e estagiários. Em parceria, uniram-se à causa universidades, associações de bairros, escolas municipais, estaduais e particulares. Ao longo dos próximos dias, a FME informará os locais e horários das aulas através do instagram @fme.criciuma.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.