Criciúma: Jean Moser quer voltar ao Brasil

Após passagem no futebol de Hong Kong, ex-jogador do Criciúma prioriza o retorno ao futebol brasileiro para 2022. Jogador sonha em fazer história no país


- PUBLICIDADE -

Criciúma

Revelado pelo Criciúma Esporte Clube, o atacante Jean Moser adquiriu experiência no futebol exterior nas últimas temporadas e agora priorizará o futebol brasileiro para o início de 2022. Aos 28 anos, o ex-atleta do Tigre agora sonha em fazer história em seu país de origem.

- PUBLICIDADE -

Antes de ir para o exterior, Moser ainda defendeu o Hercílio Luz em Santa Catarina. O atacante lembra da sua passagem pelo futebol catarinense e ressalta a potência da competição estadual. “Na última década vários clubes catarinense cresceram. Sem dúvidas o Campeonato Catarinense é um dos principais do país por ter tantos times de qualidade, fazendo com que muitos jogadores queiram jogar aqui, pois sabem que fazendo uma boa campanha podem ir pra um time de ponta”, pontua.

O atleta, que defendeu o Vöcklamarkt, da Áustria; Zweigen Kanazawa e Tochigi, do Japão; o Naxxar, de Malta; e o Yuen Long e Eastern Long Lions, de Hong Kong, comenta que a saída do Brasil exige muito mais do atleta do que somente o rendimento dentro das quatro linhas. “Quando chegamos no exterior não é só o futebol que conta, é como você consegue se adaptar ao idioma, clima, a cultura, comida, ao estilo de jogo daquele país, a saudade dos familiares e querendo ou não tudo isso afeta o rendimento dentro de campo.  Quem consegue se adaptar mais fácil terá com certeza muito mais chances de ser bem sucedido”, diz.

Moser destaca ainda que o ano de 2019 foi um dos principais da sua carreira no mundo da bola, pois foi o vice-artilheiro da temporada, marcando 15 gols em 22 jogos, ficando apenas um gol atrás do primeiro colocado.

Quanto ao destino para 2022, o atleta deixa em aberto e não esconde o desejo de atuar no Brasil. “Estou analisando algumas propostas que surgiram neste fim de ano, mas gostaria muito de fazer um temporada pelo menos aqui no país. Juntamente com minha família, verei o que é melhor para minha carreira e assim decidiremos o destino para o próximo ano”, finaliza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.