Criciúma: futebol feminino brigará pelo acesso à elite do brasileirão

Com adversário definido, a equipe estreia no próximo domingo (16)

Foto: Divulgação/Decom
- PUBLICIDADE -

O time de futebol feminino da Fundação Municipal de Esportes (FME) / Criciúma E.C estreará no Campeonato Brasileiro A-2 no próximo domingo (16). A partida será contra a equipe do Red Bull Bragantino, e ocorrerá as 15h na cidade de Jarinu, em São Paulo. A divisão, que dá a oportunidade de acesso ao principal campeonato feminino nacional, teve sua tabela divulgada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Preparação para os jogos

- PUBLICIDADE -

Segundo a técnica Bina Cassol, o grupo segue firme nos preparativos e atividades no Centro de Treinamento Antenor Angeloni. “Estamos treinando diariamente, buscando a evolução através do esforço. Nossa equipe principal conta com 26 atletas, supermotivadas por se tratar da segunda maior competição do futebol feminino do país”, apontou Bina.

Para o presidente da FME, Neto Uggioni, o papel da entidade de apoiar os atletas da cidade é fundamental para alcançar as vagas em torneios e, consequentemente, destaque regional. “Valorizando o esporte local e trabalhando juntamente do Criciúma E.C conseguimos inserir as atletas no futebol profissional, e elas vêm trabalhando há muito tempo para fazer uma boa campanha”, afirmou o presidente.

Modelo de disputa

A competição contará com 36 times, divididos em seis grupos nessa 1ª fase. As meninas carvoeiras iniciam a jornada no grupo D, ao lado de Red Bull Bragantino, Atlético Goianiense, Vila Nova, Fluminense e Sport. Além dos dois primeiros de cada grupo, avançam também para a 2ª fase os quatro melhores terceiros colocados. Nos confrontos diretos das eliminatórias, que devem começar no dia 27/06, não haverá gol qualificado, ou seja, em caso de empate no placar agregado, a partida será decidida nos pênaltis. Os quatro semifinalistas garantem vagas na Série A1 de 2022.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.