Tigre: A urgência por novos zagueiros

Alemão sofre ruptura total do tendão de Aquiles e para por seis meses. Diretoria do Tigre deve contratar dois jogadores para a função

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Uma fatalidade aumentou a urgência do Criciúma por reforços do setor defensivo. O zagueiro Alemão sofreu ruptura total do tendão de aquiles do tornozelo direito e ficará fora dos gramados por seis meses, conforme previsão feita pelo departamento médico do clube na sexta-feira, dia 14.

De acordo com nota encaminhada pelo Criciúma, a lesão aconteceu durante treinamento na quinta-feira, dia 13, no Centro de Treinamento Antenor Angeloni. A ruptura foi confirmada por meio de exame de imagem e o jogador passará por intervenção cirúrgica. Alemão, de 34 anos, foi contratado em fevereiro e logo assumiu a braçadeira de capitão da equipe. Antes de chegar ao Criciúma, ele defendeu o Figueirense por duas temporadas.

Com a camisa do Criciúma, o zagueiro fez 11 jogos, nove deles na campanha de rebaixamento no Campeonato Catarinense e dois pela Copa do Brasil. São seis empates, quatro derrotas e apenas uma vitória – contra o Metropolitano – pelo Estadual.

A lesão de Alemão fará o Criciúma buscar alternativas no mercado, já que Philipe Maia também está no departamento médico, com uma lesão no pé, e o grupo conta apenas com Marcel Scalese para a função. Ao menos, dois jogadores para o setor serão contratados. Uma alternativa para o técnico Paulo Baier é improvisar o volante Jessé, ex-Próspera, recém-contratado pelo clube.

Além dos dois defensores, o Criciúma deve contratar, ao menos, mais cinco jogadores para a disputa da Série C e da Copa do Brasil. Um meia atacante, um centroavante e dois atacantes de lado de campo estão na lista do clube.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.