Caravaggio se prepara para a Série C do estadual

Primeira competição profissional da história do clube está sendo planejada com todo o cuidado pela diretoria. Elenco será divulgado durante as próximas semanas

Leandro Melo (esq) e Samuel Milanez revelam tudo sobre a preparação do time de Nova Veneza - Foto: Geórgia Gava
- PUBLICIDADE -

Tiago Monte / Nova Veneza

Após 50 anos atuando no futebol amador, o Caravaggio Futebol Clube conta os dias para iniciar a caminhada no esporte profissional. A primeira competição será a Série C do Catarinense e a data de estreia está definida: 26 de setembro. A tabela da competição será divulgada nas próximas semanas, mas o planejamento do clube está à todo vapor. “Muda bastante coisa para o clube, mas estamos bastante confiantes. Trouxemos o (Leandro) Melo como diretor (de futebol) porque é um cara que, por onde passou, deixou uma marca muito positiva. Ele é um incentivador do futebol, só que, ao mesmo tempo, é um cara com uma liderança, dentro do vestiário, incontestável e um cara que cobra muito”, comenta o presidente do clube, Samuel Milanez.

- PUBLICIDADE -

O objetivo é claro: chegar à Série B do Catarinense já no primeiro ano de disputa. “Está dentro dos nossos planos. É um ano de muito aprendizado: o clube tem 51 anos – 50 anos de futebol amador e agora deixamos essa parte para trás. Começamos um novo capítulo, mas vamos fazer time para chegar e, quem sabe, subir. A diretoria e a comunidade cobram isso. Se tu não fazes um time competitivo, tu também não tens um retorno por parte da torcida”, explica o presidente.

A intenção é ter um time humilde, mas com gana de vencedor. “Queremos chegar no final do ano e jogar a Série B do ano que vem. Agora, com esse avanço das vacinas, acredito que terá uma possibilidade de termos público. Então, ninguém vai ver um time para apanhar. Nossa ideia é montar um time forte para chegar”, reforça Milanez.

Jogadores permanecem no clube

Como já possuía uma estrutura “semi-profissional”, muitos atletas que estavam no clube permanecerão para a Série C. “A gente enxerga que, em nosso próprio elenco, temos nomes que já tiveram uma carreira dentro do futebol profissional e, neste momento, não estavam. Só não estavam porque tinham uma estrutura boa no Caravaggio. Melhor que muitos times profissionais. O Caravaggio quer manter isso: a estrutura que já tem, o apoio da comunidade e, oficialmente, de forma profissional”, ressalta o diretor de futebol do Caravaggio, Leandro Melo.

Com passagens por grandes clubes do Brasil, como o Criciúma, Melo será o responsável pela contratação dos atletas e já está trabalhando para a formação do elenco do Azulão, iniciando pelos que já estavam no clube. “É interessante que tenhamos esses atletas remanescentes. A gente quer que eles fiquem para a sequência. Vão ser a chamada ‘espinha dorsal’ porque são jogadores amadores apenas no modo de falar, porque se cuidam, treinam a semana inteira e agora mais ainda: tendo treinamento profissional acompanhado”, ressalta.

O time será baseado na raça e doação em campo, característica apresentada pela Série C do Catarinense. “Eles são jogadores que têm a parte física privilegiada e, por isso, vamos dar a oportunidade de alguns ingressarem no profissional e outros voltarem para o profissional. São atletas com força física avantajada, que é o que esse campeonato pede. Tudo tem que ser pontual”, comenta.

Parceria com Criciúma e Próspera

Tanto o Tigre quanto o Time da Raça se dispuseram a ceder atletas, na maioria Sub-20, por empréstimo para a composição do elenco do Caravaggio. As negociações estão em andamento. “O Criciúma nos ofereceu uma parceria e colocou alguns jogadores à disposição. Todos eles com idade Sub-20 e que não estão sendo aproveitados pelo Paulo Baier. Eles querem que esses jogadores estejam jogando em algum lugar e que estejam em rodagem para que, no próximo ano, quando voltarem as competições do Criciúma, na base, os atletas possam retornar em uma melhor condição”, diz.

Torcida do Azulão espera com ansiedade pelo primeiro jogo no futebol profissional – Foto: Tiago Monte

O Próspera, que desistiu de participar da Copa Santa Catarina, também cederá atletas ao Azulão. “Como eles têm alguns jogadores com contrato, e que não foram realocados no mercado de Séries B ou D do Brasileirão, ofereceram os atletas ao Caravaggio. São atletas interessantes e alguns eu conheço. De repente, a gente vai observá-los para comporem o nosso elenco. Quase certo que faremos isso”, pontua.

Uma outra oportunidade será dada para atletas que estiveram em uma “peneira” do clube. “Estávamos passando também por um período de avaliação de jogadores profissionais da região, que não estão no mercado. A gente fez uma avaliação de 15 dias e definimos por cinco jogadores que vão continuar no elenco profissional. Eles ainda serão avaliados, em um segundo momento, até batermos o martelo, mais perto da competição, para que os atletas façam parte do elenco ou não”, explica Melo.

O elenco do Azulão terá 25 jogadores. “Temos a ideia de contratar de sete a oito atletas, junto com os remanescentes, mais quem nós aproveitarmos do Próspera e do Criciúma e com o pessoal da ‘peneira’. Queremos montar um elenco de 25 atletas, que é o que enxergamos como ideal para a competição e fazer uma equipe forte”, ressalta.

Pré-temporada começará em agosto

Com a disputa iniciando em 26 de setembro, a diretoria do Azulão planeja começar a pré-temporada 50 dias antes do início da competição. “A nossa pré-temporada deve começar 50 dias antes da competição. A gente acredita que a comissão técnica precisa de uns 10 dias para fazer uma base física boa e depois intercalar trabalhos físicos com técnicos e táticos para montar a equipe”, comenta Melo.

O técnico da equipe será Serraninho e a Comissão Técnica deverá ter de sete a oito integrantes. “A gente tem, hoje, uma comissão técnica 70% montada e enxergamos a necessidade de mais duas ou três peças para formar a comissão completa. Como vai ser o primeiro trabalho profissional do Serraninho, a gente enxerga a necessidade de ter outra pessoa ao lado dele. Nos clubes, a comissão técnica tem de 15 a 20 pessoas. A gente vai trabalhar, no Caravaggio, com o mínimo básico que a gente enxerga: sete a oito pessoas. Eles vão integrar a comissão técnica”, explica o diretor.

As contratações começarão a ser divulgadas, assim que o clube firmar os contratos. “Estamos conversando sobre acertos financeiros e tempo de contrato. No futebol profissional, não dá para dizer que todo mundo vai ganhar R$ 1.500,00. Não é assim. Cada um tem uma realidade. A gente sabe que determinados jogadores tem um valor diferenciado, então, isso acontece. E conforme formos chegando ao acordo com eles e assinando o contrato, ou um pré-contrato, algo que dê uma segurança ao clube de que os atletas estarão no campeonato conosco, a diretoria vai divulgar”, ressalta.

Como funcionará a competição Estadual

A Série C do Catarinense terá a participação de nove equipes. Serão oito rodadas e os dois melhores clubes vão à final e estão promovidos à Série B do Catarinense em 2022. “Se confirmou o que já vinha se especulando: serão nove clubes e oito rodadas. Cada clube folga uma rodada. Nós já sabemos que temos tudo para jogar a última partida fora de casa. O ranking da Federação diz que, quem caiu da B para a C, joga a última partida em casa. Nos próximos 10 ou 15 dias, eles (FCF) vão desmembrar a tabela e passar para os clubes”, explica o presidente Samuel Milanez.

A estrutura física do clube e do estádio da Montanha passa por alguns ajustes, mas nada que preocupe a diretoria. “A arquibancada precisa de alguns ajustes. São coisas rápidas. Precisamos fazer mais dois camarotes, que são quatro paredes, e mais dois lugares para tevê. Isso é obra para uns 10 dias, exagerando muito. O vestiário também precisa de adequação e não demora. O nosso maior problema é o muro, que é uma obra grande, mas já será licitado e, como é de pré-moldado, em 30 a 40 dias estará pronto e vai ficar tudo apto até o inicio da competição”, comenta o presidente.

Caso suba para a Série B do Catarinense, o Caravaggio enfrentará o Criciúma no ano que vem, naquele que seria um confronto inédito no futebol profissional. A diretoria do Azulão está confiante em atingir o objetivo. “Nosso objetivo é o acesso. Como primeiro ano, principalmente, a gente enxerga que tem que bater e subir para trazermos tudo o que vem por trás. A torcida vem cada vem mais, o empresariado vem mais forte, empolgado e confiante. Esse é o nosso planejamento para a temporada 2021, se nada fugir do que está sendo planejado até o momento”, finaliza o diretor de futebol, Leandro Melo.

Participantes da Série C Estadual 2021

Caravaggio Futebol Clube (Nova Veneza)

F.C. Porto (Porto União)

Navegantes Esporte Clube (Navegantes)

Clube Atlético Itajaí (Itajaí)

Sport Club Jaraguá (Jaraguá do Sul)

Imbituba Futebol Clube (Imbituba)

Blumenau Esporte Clube (Blumenau)

PBEC Brasil (Palhoça)

Esporte Clube Atlético Batistense (São João Batista)

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.