Ao menos duas mudanças no Tigre

Hygor (foto) e Alemão têm lesões confirmadas e estão fora do confronto de amanhã diante do Ypiranga (RS), líder do grupo B


- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

O técnico Paulo Baier precisará fazer ao menos duas mudanças no time titular do Criciúma para o confronto de amanhã, às 20 horas, diante do Ypiranga, em Erechim (RS). O atacante Hygor e o lateral direito Alemão estão lesionados e nem seguiram com a delegação para o interior gaúcho. O lateral-direito está com uma tendinite no joelho direito e irá ficar em tratamento no Departamento Médico (DM) do clube entre sete e dez dias. Já o atacante teve lesão de grau 1 no músculo posterior da coxa direita e seguirá em tratamento no DM até ser reavaliado. “Ele (Hygor) teve uma lesão leve e a perspectiva é que retorne às atividades em breve”, explica um dos médicos do clube, Marcelo Beirão.

Outro que também não joga é o meia Fellipe Mateus, que se lesionou contra o Fluminense, pela Copa do Brasil. “Ele teve uma lesão no músculo posterior da coxa e também está em um período de reabilitação avançado. Acredito que, nos próximos dias, já estará à disposição do treinador”, diz Beirão.

A situação do zagueiro Genilson é um pouco mais delicada. “Esse jogador sofreu uma lesão moderada na região anterior da coxa direita, no jogo contra o Ituano, e deve ficar 30 dias em tratamento para depois voltar às atividades”, detalha o também médico do Criciúma, Ricardo Furtado.

Desta forma, é grande a possibilidade de que o técnico Paulo Baier comece a partida de amanhã com três volantes. Desta forma, Eduardo deve entrar no lugar de Hygor, deixando o time mais defensivo.

Arilson está completamente recuperado

O volante Arilson está recuperado das dores musculares que o deixou impossibilitado de atuar em algumas partidas. “O Arilson veio de um período de readaptação, após chegada ao clube, e apresentava uma mialgia – não é uma lesão. É uma dor muscular, decorrente de um desequilíbrio de musculatura no membro inferior. A partir daí, o clube disponibilizou ao atleta todos os recursos possíveis para um condicionamento e uma reabilitação de todos esses desequilíbrios musculares que o Arilson apresentava”, detalha Beirão.

Agora, o jogador está entregue à equipe de preparação física. “Ele apresentou uma excelente resposta. A gente disponibilizou fisioterapia, médicos do clube, e todos os recursos de tecnologia com isocinético. Osteopatia. Hoje, o Arilson teve uma excelente evolução e apresenta muito melhores condições do que vinha desde a chegada. Da parte do departamento médico, ele não apresenta mais restrições. Está totalmente liberado para a preparação física e dar continuidade ao trabalho”, complementa Beirão.

Poucas lesões musculares na temporada

Apesar de Hygor e Fellipe Mateus estarem fora do time por problemas musculares, a incidência dessas lesões é pequena no elenco carvoeiro em 2021. “Não vejo o Criciúma com tantos problemas de lesões musculares. Tem lesões pontuais. Durante toda a Série C, tivemos cinco lesões musculares e a gente vê grandes clubes da Série A com 29 lesões musculares – desde abril. Esse é o número em um elenco de um grande clube”, comenta Furtado.

O médico ainda compara o Tigre com os demais concorrentes da Terceira Divisão. “Quem está na mesma série que nós, concorrentes, tem muito mais lesões que nós. A gente vem com o DM, nos últimos meses, praticamente vazio. Não sofremos com problemas de lesões”, comenta.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.