Região acumula quase 10,4 mil novos empregos no ano

Na soma, os 12 municípios da Região Carbonífera adicionaram mais 1.071 vagas em novembro, elevando o saldo para 10.389

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

- PUBLICIDADE -

Em novembro, a Região Carbonífera voltou a ultrapassar a marca de 1 mil novos empregos com carteira assinada gerados em um mês. Na soma, os 12 municípios que compõem a região adicionaram mais 1.071 vagas ao mercado formal, elevando o saldo acumulado no ano para 10.389 postos de trabalho acrescentados.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

O desempenho supera em mais de três vezes o registrado no mesmo período de 2020, quando o saldo ficou em 3.260. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), divulgados nesta quinta-feira, 23, pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

“A expectativa era de incremento no número de empregos, pois a partir de novembro as empresas reforçam o quadro de pessoal para atender a maior demanda gerada pelo final do ano. Isso se confirmou, mas é preciso ressaltar que reflete também uma tendência mostrada durante todo o ano. Entre janeiro e novembro, a região teve saldo positivo em todos os meses”, observa o presidente da Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Moacir Dagostin.

Maior município da região, Criciúma lidera a geração de empregos, com 746 no mês passado e 5.437 no acumulado entre janeiro e novembro. A seguir, vem Içara, que com as 255 vagas abertas em novembro alcançou 2.028 novos postos de trabalho formal criados este ano.

Das demais cidades, nove fecham o período com saldo positivo no acumulado: Morro da Fumaça com 497 vagas; Urussanga com 445; Nova Veneza com 422; Forquilhinha com 396; Orleans com 376; Cocal do Sul com 362; Balneário Rincão com 215; Lauro Müller com 143 e Treviso com 100.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.