Prazo para trabalhadores de SC atingidos por chuvas solicitarem o FGTS

O benefício está liberado para quem reside nas cidades atingidos pela enxurrada em dezembro de 2020

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
- PUBLICIDADE -

A Caixa reabriu nesta terça-feira (20), o prazo para que os trabalhadores atingidos pelas chuvas de dezembro de 2020 em Rio do Sul, Ibirama e Presidente Getúlio possam solicitar o saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Podem fazer a solicitação de saque até 19 de maio os trabalhadores residentes nas áreas afetadas, conforme endereços identificados pela Defesa Civil de cada município.

- PUBLICIDADE -

Para o pedido é necessário possuir conta com saldo positivo no FGTS e não ter realizado saque pelo mesmo motivo em um período inferior a 12 meses. O valor máximo para retirada é de R$ 6.220,00.

Como solicitar o FGTS

O pedido deve ser feito pelo aplicativo FGTS, na opção Saque Digital, pelo celular e sem a necessidade de comparecer a uma agência. A intenção é evitar a disseminação do coronavírus.

Ao registrar a solicitação é possível indicar uma conta da Caixa ou de outro banco para receber os valores, sem nenhum custo adicional.

O App FGTS está disponível para download gratuito nas plataformas digitais e é compatível com os sistemas operacionais Android e IOS.

Veja o passo a passo de como fazer a solicitação:

  • Fazer o download do app FGTS e inserir as informações de cadastro;
  • Ir para a opção “Meus saques” e selecionar “Outras situações de saque – Calamidade pública” – acessar a cidade;
  • Encaminhar os seguintes documentos: foto de documento de identidade, comprovante de residência em nome do trabalhador, emitido até 120 dias antes da decretação de calamidade;
  • Selecionar a opção para creditar o valor em conta CAIXA ou outro banco e enviar a solicitação;
  • O prazo para retorno da análise e crédito em conta, caso aprovado o saque, é de cinco dias úteis.

Saiba qual é a documentação necessária:

  • Carteira de Identidade – também são aceitos carteira de habilitação e passaporte;
  • Comprovante de residência em nome do trabalhador: conta de luz, água ou outro documento recebido via correio, emitido até 120 dias antes da decretação de calamidade.
  • Certidão de Casamento ou Escritura Pública de União Estável, caso o comprovante de residência esteja em nome de cônjuge ou companheiro(a).

Para mais informações, os trabalhadores podem acessar o site www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/fgts/ ou entrar em contato com a Caixa pelo telefone 0800 726 0207.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.