Em Içara, Feira do Peixe Vivo começa com procura intensa

Tilápias e carpas coloridas serão comercializadas durante a Quaresma, ao lado do terminal rodoviário municipal

Foto: Arquivo / TN
- PUBLICIDADE -

A Feira do Peixe Vivo começou com uma grande procura em Içara. Apenas no primeiro dia de evento, o número de vendas quase superou toda a edição do ano passado, totalizando aproximadamente 60 quilos. Durante todas as sextas-feiras da Quaresma, no bairro Cristo Rei, das 7h às 12h, o público terá a oportunidade de comprar as tilápias e carpas coloridas mais frescas da região.

O produto é comercializado pelo piscicultor João Miguel Klima, no espaço da Feira da Agricultura Familiar, ao lado do terminal rodoviário do município. Esse é o terceiro ano seguido em que ele está à frente da ação, e após a primeira sexta-feira, está confiante de que esta será a sua melhor edição. “No ano passado o movimento de consumidores estava bom até a chegada pandemia. Tudo foi interrompido. A situação do coronavírus ainda não acabou, mas nesse ano, seguindo todos os protocolos e cuidados, sabemos que será bem melhor”, indica. Ainda terão mais seis dias de evento até a chegada da Páscoa.

- PUBLICIDADE -

Costume

Deixar de comer carne vermelha no período da Quaresma é um costume da religião católica. A mudança de hábito durante esse tempo específico se confirma por meio da intensa procura por peixe. Mas além de ser uma tradição, Klima ainda reforça os benefícios biológicos e nutricionais que o consumo do animal traz.

“O peixe é rico em ômega 3, que faz muito bem para a saúde. Para quem faz academia, os próprios professores recomendam o consumo, para comerem ao menos duas vezes por semana. Nós vendemos durante o ano todo e agora a procura sempre é maior. O público sabe que aqui encontra os melhores preços junto com a maior qualidade”, observa. A produção acontece em sua própria casa, localizada no bairro Boa Vista, onde, em outras épocas, também é possível comprá-los nas mesmas condições.

A Feira do Peixe Vivo é organizada em parceria entre o poder público, os psicultores, a Cooperativa da Agricultura Familiar Integrada (Coopafi) e a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri). “É importante fomentar o agronegócio, unindo o campo e a cidade, facilitando a venda e o consumo, e aproveitando, inclusive, as datas comemorativas. Essa prática deveria se estender durante o ano todo, para criar hábitos de consumo cada vez mais saudáveis aos içarenses e rentáveis ao produtor”, destaca a prefeita de Içara, Dalvania Cardoso.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.