Criciúma busca ampliar e facilitar exportações no Porto de Imbituba

Um encontro foi realizado nesta semana para apresentar demandas e o objetivo é facilitar as exportações de produtos das indústrias criciumenses

Foto: Divulgação/Decom
- PUBLICIDADE -

Em busca de conseguir mais uma atracadora para o Porto de Imbituba e facilitar a exportação de produtos da indústria cerâmica da região, além da chegada de mais gás natural, servidores do Governo de Criciúma se reuniram nesta semana com uma comitiva formada por representantes do Porto e demais autoridades.

Na oportunidade, o grupo percorreu o trajeto da instalação portuária até o Terminal Intermodal Sul (TIS), em um vagão de passageiros da Ferrovia Tereza Cristina (FTC), com a finalidade conhecer a logística intermodal e discutir a possibilidade de atração de cargas para o Porto.

- PUBLICIDADE -

A comitiva foi formada pelo diretor e gerente de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação de Criciúma, Aldinei Potelecki e Edson Silva, respectivamente, pelo diretor-presidente da Autoridade Portuária, Fábio Riera, pelo diretor de Administração e Finanças do Porto, Fabrício Debortoli e pelo diretor-presidente da FTC, Benony Schmitz Filho.

Missão

O objetivo do encontro também foi viabilizar um pedido da indústria cerâmica de Criciúma. “Durante a elaboração do nosso Plano de Desenvolvimento Econômico (Pedem), em parceria com o Sebrae, os empresários do ramo nos solicitaram rotas prioritárias para a exportação na América do Norte e Central e também mais gás natural para a região. E nós, do governo municipal, estamos lutando para conseguir isso”, declarou Potelecki.

Visita

Nesta semana, a Casa do Empreendedor, setor ligado à Prefeitura de Criciúma, recebeu uma comitiva do Governo de Nova Veneza para conhecer os projetos de inovação do município, que se tornaram referência em Santa Catarina.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.