Badesc injeta mais de R$ 267 milhões na economia catarinense em 2020

Valor corresponde a aumento de mais de 183% no volume das operações, em comparação com 2019

Foto: Marcello Casal Jr./ Agência Brasil
- PUBLICIDADE -

A Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc) garantiu a injeção de R$ 267,8 milhões na economia catarinense, tanto para o setor público quanto para o privado. O número representa um aumento de mais de 183% no volume das operações, em comparação com 2019. A oferta de crédito para empresas do Turismo e a criação de um Fundo de Aval também foram ações importantes da instituição.

“Foi um ano bastante desafiador. Ampliamos o foco de atendimento aos micro e pequenos empreendedores, com 25% do quadro atuando em força-tarefa nos processos da Linha Emergencial. Porém, não deixamos de atender os municípios e as médias e grandes empresas, que já tinham projetos com análises sendo realizadas”, detalha o presidente do Badesc, Eduardo Machado.

- PUBLICIDADE -

Quando iniciou a pandemia em março, a agência de fomento disponibilizou R$ 53,9 milhões, com juros subsidiados pelo Governo do Estado, para capital de giro a micro e pequenos empreendedores. Para a Linha Badesc Emergencial, foram recebidas mais de 3,6 mil solicitações.

A carteira de crédito do Badesc, que em janeiro deste ano representava R$ 726 milhões, passou de R$ 815 milhões ao fim de novembro – um crescimento de 12,25% ao longo do ano. A fatia de contratos direcionados às micro e pequenas empresas passou de 50% para 60%.

Turismo

Para auxiliar os empreendedores do turismo, um dos setores mais afetados pela pandemia, o Badesc ofertou a linha de crédito Fungetur Giro Emergencial, com disponibilidade inicial de R$ 37 milhões. Para dar vazão a grande demanda, foi firmada parceria com a Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) no atendimento aos empreendedores do segmento. Em 2021, serão disponibilizados mais R$ 100 milhões.

Postergação de pagamentos

O Badesc promoveu a prorrogação em até 12 meses de contratos adimplentes. Houve a renegociação de 107 contratos, com valor total de R$ 83,6 milhões. O Badesc ainda repactuou 38 contratos com prefeituras catarinenses, no valor total de R$ 41,1 milhões.

Fundo de Aval de SC

Instituído pelo Decreto 906, de 26 de outubro de 2020, o Fundo de Aval do Estado de SC (FAE/SC) tem o objetivo de prover garantia para financiamento de projetos de fomento a empresas que não possuem garantia real comprovada. O Badesc é o responsável por operar o Fundo e realizar as operações com esta modalidade de garantia.

O Governo do Estado fará aporte de R$ 164 milhões no capital social do Badesc, valor dividido em 24 parcelas mensais, com pagamento iniciado em outubro de 2020 e encerrando em setembro de 2022. “Esse aporte nos permitirá aumentar a captação junto às fontes e ampliar os recursos a serem ofertados. No primeiro momento, trabalhamos com a possibilidade de destinar 100 milhões para essa demanda”, explica o presidente do Badesc. Serão aplicadas taxas competitivas, prazos de carência de mínimo 12 meses até 24 meses, amortização até 96 meses.

Microcrédito Juro Zero

Em 2020, houve a ampliação de crédito para os microempreendedores individuais, por meio do Programa Juro Zero. As operações passaram de R$ 3 mil para R$ 5 mil. Em abril, foi registrado o melhor resultado da história do Programa com R$ 5,4 milhões contratados. Abril também foi o melhor mês de operações desde agosto/2017.

No ano, o Programa Microcrédito Juro Zero realizou 10.606 operações, ultrapassando os R$ 41,9 milhões.

Recursos internacionais

Neste ano, o Badesc teve aprovada a concessão de linha de crédito pela Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD). Inicialmente, foram aprovados até 30 milhões de euros, que poderão ser utilizados em financiamentos para microcrédito, prefeituras e para o financiamento dos projetos ligados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). As tratativas para operar esses recursos ainda estão em andamento entre as duas instituições.

Perspectivas para 2021

Para o próximo ano, o Badesc trabalha na alteração do Programa Badesc Cidades, voltado ao atendimento de municípios catarinenses e incremento do atendimento a micro e pequenas empresas por meio da tecnologia, que permitirá agilidade no processo de crédito.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.