Alesc debate fechamento da Jorge Lacerda com Ministério

Representantes do Ministério de Minas e Energia participarão, nesta segunda-feira (26), às 14h, da sessão da Comissão de Economia, Ciência, Tecnologia, Minas e Energia da Assembleia Legislativa. Em pauta, as ações do grupo de trabalho constituído para analisar a exploração do carvão mineral em Santa Catarina e a possibilidade de encerramento das atividades na usina termelétrica Jorge Lacerda, em Capivari de Baixo, no Sul do Estado.

- PUBLICIDADE -

Representantes do Ministério de Minas e Energia participarão, nesta segunda-feira (26), às 14h, da sessão da Comissão de Economia, Ciência, Tecnologia, Minas e Energia da Assembleia Legislativa. Em pauta, as ações do grupo de trabalho constituído para analisar a exploração do carvão mineral em Santa Catarina e a possibilidade de encerramento das atividades na usina termelétrica Jorge Lacerda, em Capivari de Baixo, no Sul do Estado. A reunião foi convocada a pedido da deputada estadual Ada Faraco de Luca (MDB).

Entre os representantes do Ministério de Minas e Energia, estão confirmadas as presenças da secretária-executiva, Marisete Fátima Dadald Pereira; da chefe de Assessoria Especial em Assuntos Regulatórios, Agnes Costa; do chefe da Assessoria Parlamentar do ministério, Pedro Hugo Teixeira de Oliveira Junior e da assessora da secretária, Camilla Fernandes. Também está confirmada a presença do presidente da Engie Brasil, Eduardo Antônio Gori Sattamini.

- PUBLICIDADE -

O grupo de trabalho foi instalado por meio de portaria do Ministério de Minas e Energia em 4 de janeiro de 2021 e tem 180 dias para concluir as análises. “Nós vamos questionar que dados já levantados, quais são as possibilidades de desenvolvimento para a região Sul e quais são as ações que podem ser tomadas pelas autoridades competentes. Nós estamos buscando alternativas para evitar esse fechamento da usina”, afirmou Ada.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.