Unesc recebe lançamento da Plataforma das Instituições Comunitárias

Evento híbrido reuniu lideranças da Fapesc e do Sistema Acafe

Foto: Divulgação/ Milena Nandi

- PUBLICIDADE -

O Sistema Acafe (Associação Catarinense das Fundações Educacionais), inaugura um novo período de posicionamento de suas Instituições de Ensino Superior (IES) e do relacionamento delas com o setor produtivo, com a Plataforma de Inovação das Instituições Comunitárias (ON). O lançamento oficial do projeto ocorreu nesta segunda-feira (16/8) na Unesc, em um evento híbrido com a participação de lideranças da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), do Sistema Acafe e representantes do setor produtivo e do poder público de Criciúma.

- PUBLICIDADE -

O assessor de Relações Institucionais e Governamentais do Sistema Acafe, Adriano Rodrigues, coordenou os trabalhos da Plataforma ON (http://comunitarias.org.br/) e foi o responsável pela apresentação do projeto durante o evento. Ele explica que a plataforma é um ambiente dedicado à integração, apoio, prospecção e potencialização de ações das IES do Sistema Acafe, atuando com ações dinâmicas e colaborativas entre as instituições.

“Ela vai reunir todas as competências das 15 IES do Sistema Acafe em um primeiro momento, depois irá agregar as comunitárias do Rio Grande do Sul até se expandir para as 86 IES comunitárias de todo o Brasil. A Plataforma ON reúne tudo o que temos em extensão, laboratórios, pesquisa, educação e prestação de serviço e faz essa interação com o setor público e o setor privado, dando atenção à comunidade e ao aluno. A pessoa entra na plataforma, digita a sua necessidade e isso chega a um grupo interdisciplinar que direciona as demandas para a instituição que possa atendê-las. A academia como ser pensante, deve estar entre setor produtivo, privado e público, fazendo essas entregas de maneira intensa”, afirma Rodrigues.

Para o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, a equipe envolvida terá o desafio de, por meio da plataforma, identificar quem são os provedores de soluções e desenvolver propostas para gerar um link de demanda, solução e execução. “A plataforma representa um movimento de ciência, tecnologia e inovação. Um movimento de aproximação que vai permitir que a academia e o pesquisador possam estar próximos não apenas da sociedade, mas do setor empresarial, do governo, daqueles que vão lançar o desafio para que a universidade possa se conectar e buscar soluções para isso. O Governo do Estado e a Fapesc acreditam nesse movimento de geração de inovação e de soluções para a sociedade como um todo”. Durante o seu pronunciamento, Holthausen anunciou a nova edição do Proeventos, um edital que oferece oportunidades de apoio a eventos científicos, tecnológicos e de inovação.

O presidente do Sistema Acafe, Aristides Cimadon, ressalta o caráter integrador que a Plataforma ON e a visibilidade que trará a todas as instituições envolvidas. “A plataforma demonstra a recuperação da consciência colaborativa e empreendedora de quando as instituições foram criadas. As instituições comunitárias têm um relacionamento próximo com o setor público e privado, com elas mesmas e também com instituições que não pertencem ao sistema. Hoje temos uma estrutura que é exemplo na área de educação e faz a diferença em cada região de Santa Catarina e a pandemia tem chamado a atenção para essa participação efetiva das comunitárias no desenvolvimento regional”.

A reitora da Unesc e vice-presidente do Sistema Acafe, Luciane Bisognin Ceretta, reforçou o agradecimento à Fapesc pelo apoio às iniciativas das universidades comunitárias e ao Governo do Estado, pelo aporte de recursos para bolsas de estudo para a educação superior. Luciane lembra da importância do trabalho das universidades comunitárias catarinenses para os índices de desenvolvimento socioeconômico positivos de Santa Catarina e que a conexão entre as IES e o setor produtivo e público é vital para isso. “A Plataforma ON é um canal para fortalecer e intensificar esta conexão. As nossas universidades comunitárias passam por um momento de reinvenção, saindo cada vez mais de dentro de seus muros e dialogando com a sociedade. Elas são conectadas ao cenário, mas precisam adquirir uma agilidade maior para responder ao que o setor público e privado precisa”.

O diretor de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação de Criciúma, Aldinei Poteleck, salientou a importância deste momento para todo o sistema de inovação. Segundo ele, a plataforma irá aproximar a sociedade e o setor produtivo do universo de possibilidades oferecido pelas universidades da Acafe.

Para a diretora executiva da Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Maria Julita Volpato, a sociedade neste momento passa por uma transformação acelerada, e pede também, a movimentação dos setores. “Estamos falando em rede em conexão e em integração por meio da plataforma”.

O evento teve ainda a presença do vereador de Criciúma, José Paulo Ferrarezi e do presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Douglas Leffa.

Nas próximas semanas, a Plataforma ON será lançada em outras IES da Acafe.

O projeto é viabilizado por meio de parcerias do Sistema Acafe com o Ministério de Ciência e Tecnologia, a Fapesc, a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), a Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável. O projeto recebeu também aporte financeiro de emendas parlamentares dos senadores Jorginho Mello, Espiridião Amin e dos deputados federais Pedro Uczai e Carmem Zanotto.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.