Parte dos municípios da Amrec retoma aulas presenciais

Estudantes de Criciúma, Nova Veneza, Urussanga e Cocal do Sul voltam às unidades escolares hoje. Demais cidades retornam nos próximos dias

Foto: Arquivo/ Decom
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Aos poucos, alunos das escolas municipais da Região Carbonífera (Amrec) voltam às salas de aula. Nesta quarta-feira, dia 17, a retomada está marcada para três cidades: Criciúma, Nova Veneza e Cocal do Sul. Após um ano repleto de dificuldades envolvendo a área da educação por conta da pandemia, agora é hora de retornar, mesmo que de forma híbrida e seguindo as diretrizes do Plano de Contingência, o ensino dos municípios.

- PUBLICIDADE -

Em Criciúma, serão três modalidades de ensino neste ano: presencial, semipresencial e remoto. A Secretaria Municipal de Educação realizou uma pesquisa em que 77% dos pais ou responsáveis optaram pelas atividades presenciais e 23% decidiram manter as aulas remotas. Além disso, com o retorno, todas as unidades escolares devem seguir as regras sanitárias. Na entrada de cada escola haverá profissionais medindo a temperatura e os alunos devem passar álcool em gel nas mãos.

“A maioria dos municípios da Região Carbonífera retorna no dia 18 de fevereiro (amanhã), tanto da educação Infantil como o Fundamental. Todo o retorno será dentro das oito diretrizes sanitárias que saíram no ano passado, junto com a portaria 520, e esse retorno também depende do distanciamento de 1,5 metro radial”, explica a presidente do Colegiado de Educação da Amrec, Maira Regina Luiz.

O primeiro conjunto de diretrizes foi apresentado no dia 28 de julho de 2020 aos catarinenses. O documento foi criado em reunião com representantes das 15 entidades que contribuíram com o Comitê de Retomada das Aulas Presenciais. O objetivo é, portanto, estabelecer os procedimentos que devem ser adotados por todas as unidades de ensino do Estado.

São, no total, oito diretrizes que envolvem desde medidas sanitárias, pedagógicas e gestão de pessoas à alimentação e transporte escolar, comunicação/informação, capacitação/formação e finanças. “Em todas as escolas da rede municipal nós já adequamos com todos os materiais de Equipamento de Proteção Individual (EPI) para esse retorno. Desde tapete sanitizante, álcool em gel e líquido à máscara facial e protetores”, acrescenta a presidente do colegiado.

Outro município que também inicia as aulas hoje é Cocal do Sul. Toda a rede de ensino deve seguir as normas estabelecidas pelo Plano de Contingência da Educação Municipal (Plancon), que determina as medidas sanitárias, pedagógicas, de transporte, de alimentação, de gestão de pessoas e de informação e comunicação, sob as orientações da Defesa Civil.

Conforme a secretária municipal de Educação de Cocal do Sul, Raquel Romagna Quarezemin, será feito um escalonamento, as aulas presenciais irão funcionar com 50% da capacidade. Por isso, a cada semana será um grupo diferente nas salas, respeitando o distanciamento social e aderindo todas as normas previstas pelos órgãos competentes. Assim como em Criciúma, os alunos terão as temperaturas aferidas ao entrarem na escola e deverão, obrigatoriamente, utilizar álcool em gel.

Nova Veneza também retoma atividades presenciais

Nova Veneza também retoma as atividades presenciais nas escolas nesta quarta-feira. Conforme a Secretaria de Educação, todas as unidades estão preparadas, seguindo o Plano de contingência. O sistema de retorno será de forma híbrida, com opção para acompanhar os conteúdos de forma online.

O secretário de Educação, Heriton Sandrini, conta que o município está preparado para receber os alunos. “Os pais que vão permitir que os alunos retornem aos encontros presenciais, podem ficar tranquilos. Vamos cumprir todas as regras sanitárias estabelecidas para garantir a segurança de todos”, completa.

As salas terão distanciamento entre as mesas e os professores deverão utilizar os EPI’s recomendados. “Vamos ter todos os cuidados não apenas nas instituições, mas também desde o momento que buscamos aqueles alunos que dependem do transporte escolar”, garantiu o secretário.

Todos os conteúdos estarão disponíveis em uma plataforma digital, que já estava sendo utilizada desde o ano passado. “Os professores vão deixar todos os conteúdos e trabalhos em uma plataforma digital, para que nenhum aluno seja prejudicado. Será um ano letivo diferente e será um empenho maior de todos”, conclui Sandrini.

Ao todo, serão nove escolas que vão retornar às atividades nesta quarta-feira. Atualmente o município conta com 1400 alunos matriculados. E muitos deles, vão depender do transporte escolar, que funcionará normalmente, porém, com lotação limitada.

DATA RETORNO AULAS MUNICÍPIOS:

Balneário Rincão – 18/02

Cocal do Sul – 17/02

Criciúma – 17/02

Forquilhinha – 18/02

Içara – 22/02

Lauro Müller – 18/02

Morro da Fumaça – 18/02

Nova Veneza – 17/02

Orleans – 18/02

Siderópolis – 18/02

Treviso – 18/02

Urussanga – 17/02

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.