Grupo cria campanha para auxiliar paciente com sequelas de COVID-19

    Pedágio Solidário em prol de Alexandre Rossa acontece hoje

    Foto: Divulgação

    - PUBLICIDADE -

    Criciúma

    Um grupo de voluntários, entre amigos e familiares, de Alexandre Rossa, estarão fazendo um pedágio solidário, nos principais semáforos de Criciúma, para arrecadar fundos para o seu tratamento de saúde. Alexandre contraiu Covid-19 em novembro de 2020, e mesmo não sendo do grupo de risco, teve serias complicações e sequelas pela doença.

    - PUBLICIDADE -

    Ele tem 32 anos, casado com Mayara Rossa e pai de dois filhos: Isabelly Rossa, de 12 anos, e Maria Augusta, que tem 5 meses. Quando ele pegou Covid, a esposa estava grávida de 6 meses, e não viu Maria Augusta nascer. Ficou 42 dias internados na UTI, onde sofreu uma parada cardiorrespiratória que acarretou em uma lesão cerebral.

    Alexandre recebeu alta hospitalar em janeiro para continuar o tratamento em uma clínica de reabilitação, onde vem necessitando de acompanhamento médico, fisioterapeuta, fonoaudióloga e outras atenções de profissionais de saúde. O custo mensal do tratamento gira em média R$ 15 mil.

    Os organizadores pedem as pessoas que passarem pelo movimento, façam sua contribuição ou ajude através do PIX: isabellyrossa@gmail.com.

    É possível acompanhar a campanha e toda a luta pelas redes sociais por meio do endereço. @ajudealexandrerossa

    -- PUBLICIDADE --
    Compartilhar

    NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.