Governo anuncia contratação de novos funcionários para a Educação

Serão 59 bibliotecários, 64 psicólogos, 64 assistentes sociais e 57 nutricionistas

Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Secom

- PUBLICIDADE -

A Secretaria de Estado da Educação anuncia nesta segunda-feira, 13, a abertura de um processo seletivo com 244 vagas para contratação de bibliotecários, psicólogos, assistentes sociais e nutricionistas. Os profissionais atuarão na rede estadual de ensino e serão contratados por processo seletivo simplificado.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

“Estamos trazendo para a rede profissionais que vão complementar o trabalho dos nossos professores e especialistas em educação e contribuir para qualificarmos ainda mais a educação catarinense”, destacou o secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Vampiro.

As inscrições para os candidatos interessados estarão abertas entre os dias 13 e 24 de dezembro e devem ser feitas por meio do formulário. Não há taxa de inscrição.

Ao todo, serão contratados 59 bibliotecários, 64 psicólogos, 64 assistentes sociais e 57 nutricionistas. Os profissionais atuarão nas 36 coordenadorias regionais de Educação e devem iniciar suas atividades em fevereiro, antes do início do ano letivo de 2022, marcado para o dia 7 do mesmo mês.

O processo seletivo simplificado será realizado a partir de uma avaliação curricular, semelhante a uma prova de títulos. No ato da inscrição, os profissionais devem informar qual a Coordenadoria Regional de Educação que desejam atuar e incluir os documentos comprobatórios de graduação, especialização, mestrado e doutorado.

Acesse o quadro de vagas e outras informações sobre o processo seletivo no edital, disponível neste link.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.