Curso de medicina de Araranguá ganha reforço de 29 novos professores

Pedido foi feito pelo senador Jorginho Mello (PL) ao Ministério da Educação

Foto: Guilherme Cordeiro/ TN

- PUBLICIDADE -

O governo federal, através do Ministério da Educação, publicou nesta segunda-feira, 27, uma portaria em que realoca 29 professores de instituições federais de ensino superior para o curso de medicina da Universidade Federal de Santa Catarina de Araranguá.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

A medida do MEC dá fim ao impasse que os alunos do curso conviviam desde 2017, com a falta de professores no corpo docente da instituição e com isso, consequentemente, a paralisação dos estudos.

O caso foi representado em Brasília pelo senador Jorginho Mello (PL). Para ele, a medida é fundamental para o desenvolvimento da região.

“Agora vão poder remanejar e contratar 29 professores, para atender as necessidades do Campus, na área de Medicina.Trabalhamos nisso junto ao Ministério de Educação. Todos nós sabemos que um curso, ainda mais de medicina, tão importante, atrai investimentos e desenvolvimento para região”, reforçou o senador.

A portaria exige que a UFSC de Araranguá tenha disponibilidade orçamentária para arcar com os pagamentos dos professores realocados. A portaria passa a valer a partir de 3 de Janeiro.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.