Criciúma: Projeto leva trabalhos à Praça Nereu Ramos

Aulas de robótica são realizadas pelo SESI em parceria com a Prefeitura de Criciúma e beneficiam alunos da rede municipal de ensino


- PUBLICIDADE -

Criciúma

Muito conhecimento, aprendizado e demonstrações dos trabalhos realizados ao longo do ultimo semestre. Assim foi a manhã dos alunos que fazem parte do projeto de robótica da Prefeitura de Criciúma realizado em parceria também com o SESI. A parceria entre a Prefeitura e instituições de ensino de Criciúma possibilita o desenvolvimento de aulas de robótica para os alunos do quinto ao nono ano da rede municipal de educação.

- PUBLICIDADE -

As aulas realizadas uma vez por semana no contraturno escolar, contribuem no processo de aprendizagem dos estudantes a partir das tecnologias educacionais, auxiliando na integração dos conceitos básicos em robótica com conhecimentos vistos em sala de aula. Possibilitam também a elaboração de projetos de compreensão e funcionamento da impressora 3D. “Hoje é o que chamamos de socialização na praça. Os alunos vieram para o centro de Criciúma para mostrar aquilo que fizeram ao longo do semestre. As oficinas realizadas em parceria com a prefeitura começaram em agosto e finalizaram na sexta-feira, dia 10, e hoje é o grande dia de mostrar tudo o que foi realizado”, explica a supervisora educacional do SESI SENAI, Gabrieli Felipe.

Ao todo, foram 55 turmas atendidas, de 14 escolas municipais de Criciúma. “Realizamos uma feira em cada uma delas e depois da feira, elegemos um projeto de cada instituição para trazer à praça. Temos alunos de cada uma dessas escolas que vieram aqui para mostrar os seus projetos e para que as pessoas conhecessem um pouco do que eles aprenderam ao longo deste semestre. O projeto foi essencialmente de robótica voltada ao Arduino e tivemos também a parte de empreendedorismo, desenvolvimento de lideranças e impressão 3D”, aponta Gabrieli.

De acordo com a supervisora, a robótica acaba desenvolvendo o raciocínio lógico dos alunos de uma forma natural e tranquila. “Não há nada feito sob pressão ou decorado. Tudo o que eles aprendem na robótica, eles de fato levam para a vida. Eles estudaram, colocaram a mão na massa e de fato estão levando tudo aquilo que aprenderam ao longo do curso”, garante.

Além da exposição dos trabalhos, a Escola S também esteve na Praça Nereu Ramos com apresentação das atividades realizadas na educação básica, tanto no ensino infantil, quanto o fundamental e médio. Também estiveram expostos trabalhos relacionados à graduação e a presença do robô Sebit que faz a alegria das crianças.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.