Criciúma deve firmar convênio para investimentos nas unidades escolares

Município irá desenvolver plano de trabalho para efetivar parceria e definir valores que serão destinados para as obras

Foto: Divulgação/Decom
- PUBLICIDADE -

As unidades escolares que ainda necessitam de investimentos em reforma e ampliação devem ser atendidas em 2021 por meio de convênio entre Criciúma e o Governo do Estado. A definição de valores que serão encaminhados aguardará um Plano de Trabalho que será desenvolvido pelo Município, com detalhes sobre a necessidade de obras. A reunião que efetivou a parceria foi realizada na manhã desta quinta-feira (17), na sede da Secretaria de Estado da Educação, em Florianópolis, entre o secretário-geral, Vagner Espíndola Rodrigues, o secretário de educação de Criciúma, Miri Dagostim, e o secretário estadual da pasta, Luiz Fernando Vampiro.

“Fomos bem recebidos e obtivemos aceno positivo sobre as demandas da educação e o auxílio na realização de obras de reforma e ampliação. Agora iremos compilar todos os dados e encaminhar o Plano de Trabalho para posterior assinatura de convênio”, destacou o secretário-geral Vagner Espíndola Rodrigues. Ele e o secretário municipal de Educação percorreram ainda os gabinetes de todos os deputados estaduais, também apresentando demandas e pedidos de parceria para investimentos no setor.

- PUBLICIDADE -

“Nossas unidades escolares recebem investimentos constantes do Município, mas temos obras macro que necessitam de parcerias para serem realizadas. Buscamos e contamos com o apoio do Executivo e Legislativo estadual para aumentar ainda mais os benefícios para a comunidade escolar”, enfatizou o secretário Miri Dagostim.

R$ 1 milhão para pavimentações

Ainda na capital do Estado, o secretário-geral, Vagner Espíndola Rodrigues, esteve em reunião com o subchefe da Casa Civil, Juliano Chiodelli, onde deixou registrada solicitação de convênio no valor de R$ 1 milhão para pavimentações de ruas na cidade.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.