Entre opostos

A coluna completa você confere na edição do Tribuna de Notícias

- PUBLICIDADE -

A esquerda perdeu seu discurso e não há argumentos que justifiquem a permanência de seus adeptos neste lado sinistro da política. Mas a bandeira vermelha é formada de partidos que unidos têm uma força importante e pode ainda render grandes dividendos. E é atrás desses dividendos que se busca a mordaça na fala dos conservadores, do pessoal de direita e dos bolsonaristas. É bem verdade que os esquerdistas tentaram enfrentar a fortaleza verde-amarela, mas a arma de que dispunham eram fogos de artifício (genocida, homofóbico, ditador), e que rapidamente se apagaram. Por incrível que pareça, isso também aconteceu em muitos grupos de amigos no WhatsApp, onde aqueles que ficaram sem poder defender sua posição política protestaram contra os que se reportavam a algo de bom do governo federal. Diante disso, e para não se perderem amigos, decidiu-se deixar proibido falar em política no grupo, na contramão daqueles que trilham o caminho dos que  perdem o amigo, mas não perdem a piada.

É claro que  o debate entre opostos seria proveitoso, mas se a esquerda não possui argumentos, a solução maquiavélica é calar a direita.

- PUBLICIDADE -

O conteúdo completo você acompanha na edição impressa do Jornal Tribuna de Notícias ou no TN Digital. Leia esta e muitas outras colunas, ligue para o (48) 3478-2900 e assine!

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.