Turvo: integrante de quadrilha que furtava caixas eletrônicos é preso

O suspeito estava de saída temporária e aproveitou esse benefício para praticar crimes

Divulgação Polícia Civil
- PUBLICIDADE -

Turvo

A Polícia Civil, por meio das Delegacias de Turvo, Ermo e Jacinto Machado, deflagrouuma operação policial com e prendeu um dos suspeitos da pratica do crime de tentativa de furto da agência bancária do município de Ermo, ocorrido no dia 12/09/2020.

- PUBLICIDADE -

O Caso

No dia 12 de setembro de 2020, indivíduos utilizando uma motocicleta e um veículo tentaram subtrair mediante arrombamento uma agencia bancária no município de Ermo. Os criminosos utilizando um maçarico cortaram o caixa eletrônico da agencia para tentar chegar as gavetas com o dinheiro, todavia, no curso da ação criminosa o alarme da agencia disparou e eles acabaram fugindo sem levar nenhum valor do banco.

Das investigações

Após tomar conhecimento do crime, policiais civis iniciaram uma investigação para tentar apurar os autores do crime. Uma das linhas investigativas era que possivelmente um dos criminosos fosse da região e que ele teria dado informações privilegiadas para a execução do delito.

Depois de diversas diligencias investigativas os policiais civis descobriram que um indivíduo que estava cumprindo pena no presidio regional de Araranguá, e que havia saído temporariamente, poderia ter envolvimento no crime.

Com a intensificação das investigações, os policiais descobriram que esse indivíduo, um homem de 35 anos, estaria foragido do sistema prisional e se aproveitou da saída temporária para furtar bancos. Diante disso, fora representado ao poder judiciário por mandados de busca e apreensão na residência de suspeitos.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.