Polícia Civil desarticula associação criminosa de estelionatários

Esquema criminoso fazia o desvio de cargas de andaimes e escoras. Chefe da organização está foragido e é residente de Uberlândia

Foto: Divulgação/ PCSC
- PUBLICIDADE -

Líder de organização criminosa que é residente de Uberlândia está sendo procurado pela Polícia Civil. O grupo está envolvido em crimes como desvio de cargas, estelionato, receptação e falsificação de documentos cometidos no estado de Santa Catarina.

A Polícia Civil, através da 2ª. Delegacia de Polícia de Criciúma, após três meses de investigação, desarticulou um grupo que agia criminosamente nos municípios de Criciúma, Uberlândia e Pato Branco, desviando cargas de andaimes e escoras para a construção civil.

Fotos: Divulgação Polícia Civil
- PUBLICIDADE -

O chefe da organização utiliza nome falso e o CNPJ de uma empresa localizada em Itajaí. De posse das cargas, com o auxílio de quatro indivíduos, residentes em Criciúma, Itajaí e Pato Branco, o criminoso de Uberlândia desviou as cargas para dois depósitos em Criciúma e posteriormente as vendeu para empresas localizadas em Pato Branco e Arapongas, ambas cidades do Paraná.

O criminoso está foragido mas as buscas continuam sendo feitas pelas Polícia Civil de Santa Catarina e Minas Gerais com o objetivo de encontrá-lo.

Outros quatros integrantes da organização foram presos em Criciúma, Itajaí e Pato Branco. Eles foram indiciados pelos crimes de associação criminosa, estelionato, falsificação de documentos e receptação qualificada.

O inquérito policial agora segue à Justiça, segundo informações do Delegado de Polícia Ari José Soto Riva, que presidiu as investigações. As investigações em Uberlândia contaram com o apoio de policiais civis da Inspetoria da Polícia Civil, da 1ª. Delegacia Regional de Polícia daquele Estado.

Fotos: Divulgação Polícia Civil
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.