Polícia Civil capacitará agentes para aplicar testes rápidos de Covid-19

Curso no formato EaD iniciará na próxima quinta-feira, dia 14

Foto: Arquivo

- PUBLICIDADE -

Diante da pandemia causada pela COVID-19, da exposição dos policiais civis e do cuidado com a sociedade, a Polícia Civil de Santa Catarina (PCSC) criou o Curso de Capacitação e Qualificação para a Realização de Testes Rápidos para Diagnóstico da COVID-19, no formato EaD, que iniciará nesta quinta-feira, dia 14.

Criados os protocolos de enfrentamento ao Coronavírus, esse curso faz parte desta luta. Com este conhecimento, os policiais capacitados poderão fazer a testagem rápida dos servidores que estão com suspeita de estar com a COVID-19. Inicialmente, os policiais civis que vão participar do curso são pessoas com formação na área da saúde, que serão referências neste quesito em suas diretorias e regionais para fazer a testagem rápida após a triagem e monitoramento da Coordenadoria de Saúde Ocupacional (CSO) da Gerência de Gestão de Pessoas da PCSC. Além desses policiais, já existe, desde o início da pandemia, um psicólogo policial que monitora o policial suspeito da Covid-19, desde a infecção até seu restabelecimento total.

- PUBLICIDADE -

“Daremos mais conhecimento aos nossos policiais para se cuidarem e, também, apoio estrutural para que façam isso através de uma rede oferecida pela própria PCSC. Seja pelo monitoramento e acompanhamento das pessoas com casos suspeitos, seja pelo apoio para testagem rápida e cuidados, inclusive de acompanhamento psicológico pela CSO”, reforça a escrivã e enfermeira Adriana Duarte, referendada pela comissão de controle da propagação do vírus COVID-19 na Polícia Civil e que preparou o conteúdo do curso.

Além de reportar-se ao histórico das grandes pandemias e ao que aprendemos com elas, o curso ensina o que é o Coronavírus, COVID, sinais, sintomas, meios de prevenção, tratamentos, protocolos e aplicação da testagem rápida de forma real, videoconferência, usos de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), estatística mundial e na instituição. “Criamos o protocolo de atendimento para testagem rápida com critérios voltados à realidade da instituição PCSC e com base as diretrizes do Ministério da Saúde, Anvisa e Organização Mundial da Saúde (OMS)”, pontuou Adriana.

O curso foi originado através de um projeto criado na Coordenadoria Pedagógica da Acadepol, por meio da Escrivã e Enfermeira Adriana Duarte, e que foi aprovado pela Gerência de Ensino, Pesquisa e Extensão da Academia, com apoio incondicional do Gabinete da Delegacia Geral, neste caso específico, estando à frente a Delegada-Geral Adjunta Ester Fernanda Coelho, que, desde o início, acompanhou e apoiou o projeto, orientando e dando suporte para que os policiais civis fossem acolhidos pela instituição. A ação sinérgica da CSO com a Acadepol proporcionou apresentar a importância desse curso às diretorias para assistir aos policiais civis catarinenses, beneficiando não apenas nosso quadro, mas a sociedade atendida.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.