Passo de Torres: vereador e médico se brigam em posto de saúde

O médico chegou a usar um bisturi para agredir o vereador

- PUBLICIDADE -

Passo de Torres

O vereador Emerson Cardos Kjillin ”Fom” (foto) que está no seu terceiro mandato, foi até o posto de saúde na localidade de Bellatorres em Passo de Torres para saber do médico ginecologista concursado Paulo Hernesto Pellanda sobre declarações feitas à funcionários de que eles trabalhavam para dois ladrões, que seria o vereador e o prefeito municipal. Em entrevista ao Nortesul, o vereador chegou ao posto de saúde para conversar com o médico e na conversa pediu de forma amigável que o mesmo parrasse de denegrir a sua imagem. Conforme a versão do vereador, o médico ficou fora de sí e disse ter feito o pré-Natal de seus filhos e disse que ”antes não tivessem nascidos”. O médico teria dito que o vereador era de um partido político e que teria colocado todos os funcionários contra ele. Segundo o vereador, conforme citado no boletim de ocorrência, o médico usou um bisturi para atentar atingir o vereador e o ofendeu com palavras de baixo calão. O vereador deu um soco na mão do médico para tirar o bisturi e mesmo assim o vereador teve sua camiseta rasgada na altura da barriga atingida pelo material cortante. O médico foi dominado, acabou caindo e batendo a cabeça em uma quina da parede, momento em que chegaram as funcionárias para amenizar a situação.

- PUBLICIDADE -

Em entrevista a uma funcionária do posto de saúde, ela disse que o médico coagia as funcionárias do posto e falava mal de uma colega médica. Em redes sociais, o médico alega que foi vítima de uma armação formada por funcionários, citando nomes de várias pessoas e tratando-as como uma quadrilha e solicitando auxilio do candidato a vice-prefeito de oposição, Altemir Catel Cardoso.

Em redes sociais, dezenas de mulheres teceram comentários sobre históricos de má conduta do médico com suas pacientes.

Informações de pessoas que não quiseram se identificar, de que o médico também teria sofrido agressões em um posto de Saúde no município gaúcho de Três Cachoeiras.

O Boletim de Ocorrência foi registrado pelo vereador na tarde desta quinta-feira sob número 0740404/2020.

A reportagem contatou com a defesa do médico para falar sobre o caso, porém a defesa alegou que está cuidando do processo sem manifestação em mídia ou redes sociais.

Fonte: Portal Norte Sul

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.