Operação Réveillon: as fiscalizações nas estradas catarinenses

Autoridades policiais alertam para os principais cuidados para evitar acidentes

Divulgação PMRv
- PUBLICIDADE -

Érik Borges

Içara/Cocal do Sul

- PUBLICIDADE -

A Polícia Militar Rodoviária (PMRv), através do Comando de Policiamento Rodoviário (CPMR) com seus 24 postos rodoviários articulados em todo território catarinense, desencadeou a “Operação Réveillon 2021”. Ela se estenderá até as 8h do dia 4 de janeiro (segunda-feira), com a finalidade de proporcionar segurança e comodidade aos usuários que trafegam pelas rodovias estaduais.

De acordo com a PMRv, nesta operação estarão envolvidos todos os postos rodoviários do Comando de Policiamento Rodoviário (CPMR), onde serão empregados os policiais militares rodoviários em escala de revezamento, estando à disposição viaturas do tipo moto e de patrulhamento, cobrindo uma malha viária de mais de 4 mil km de Santa Catarina.

O Sul de Santa Catarina conta com postos da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) em Içara, Cocal do Sul, Lauro Müller e Gravatal.

Segundo o comandante do Policiamento Rodoviário, coronel José Evaldo Hoffmann Junior, a PMRv desenvolve uma política de conscientização dos usuários, intensificando o policiamento em todas as rodovias estaduais, com o intuito de buscar disciplina e orientação aos condutores de veículos que transitam em busca de lazer. O objetivo também de dá para evitar que os motoristas trafeguem em desacordo com a legislação de trânsito.

As estatísticas demonstram o volume de acidentes registrados, principalmente referente às vítimas fatais. “Os acidentes são motivados pelo desrespeito às mais elementares regras de circulação no trânsito, tanto pela imprudência como também pelo excesso de velocidade, as quais são consequências diretas da despreocupação dos usuários nas rodovias, que acabam por esquecer suas básicas obrigações e responsabilidades”, diz Hoffmann Junior.

Na Operação Réveillon de 2019-2020, aconteceram 100 acidentes, sendo 54 acidentes com vítimas e 46 acidentes sem vítimas, envolvendo 175 veículos, causando ferimentos em 50 pessoas e quatro mortes.

“Alertamos a todos os condutores para que antes de viajar, verifiquem as condições dos seus veículos, tais como a parte mecânica, freio, sistema elétrico, pneus, bem como regularizem as suas documentações obrigatórias, evitando desta forma situações desagradáveis”, pontua Hoffmann Junior.

PM de Criciúma

O major da Polícia Militar de Criciúma, Rafael Mateus, que é chefe do Setor de Trânsito do 9º Batalhão da PM alerta para que os condutores não dirijam após consumirem bebida alcoólica e que não utilizem o celular enquanto dirigem.

“Crime ou infração não são definidos pelo senso comum, e sim pela lei, ou seja, apenas cumpra a norma”, enfatiza Mateus. Dentre as principais infrações estão a ausência do uso de cinto de segurança, dirigir veículo manuseando celular e dirigir sem habilitação.

Trabalho da PRF

A Polícia Rodoviária Federal segue com a Operação Rodovida até o fim da temporada. O chefe de Comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Santa Catarina, Luiz Graziano conta que todos estão suscetíveis a sofrerem acidentes fatais e afirma que algumas pessoas são mais vulneráveis no transito, como pedestres, ciclistas e motociclistas. “Mas todos correm riscos, independente de ter culpa ou não. Temos que perceber esse risco e agir de forma cautelosa e prudente, para ter um trânsito mais harmônico”, pontua Graziano.

 

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.