Nacional: Presos são transferidos após incêndio em presídio no Rio de Janeiro

Cinco detentos precisaram de atendimento médico

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

- PUBLICIDADE -

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) do Rio de Janeiro já iniciou a transferência de presos que cumpriam prisão preventiva ou aguardavam audiência de custódia na Cadeia Pública José Frederico Marques, onde ocorreu um incêndio na manhã de hoje (29).

O presídio tem capacidade para 624 pessoas e estava com 502 no momento do incêndio, que atingiu celas de uma galeria que estava sem presos. Cinco detentos precisaram de atendimento médico por terem inalado fumaça e quatro servidores do presídio foram internados no Hospital Municipal Souza Aguiar pelo mesmo motivo.

- PUBLICIDADE -

Um grupo de 128 presos que estava detido preventivamente pelo não pagamento de pensão alimentícia foi transferido para a Casa do Albergado Crispim Ventino, que também é localizada em Benfica.

Outros 147 detentos que passaram por audiência de custódia e tiveram a prisão mantida serão transferidos para unidades prisionais indicadas para seus perfis.

Os demais, segundo a secretaria, serão encaminhados para o quarto andar do Instituto Penal Oscar Stevenson, também em Benfica. Nesse instituto haverá um andar destinado a presos que deram entrada no sistema para aguardar audiências de custódia.

As transferências foram providenciadas até que haja uma avaliação da Defesa Civil e do setor de Engenharia da Seap sobre os danos à estrutura do prédio. Segundo a secretaria, o presídio Frederico Marques continuará a receber audiências de custódia.

As informações são da Agência Brasil.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.