Nacional: Morte de família inteira foi autorizada por filha, diz suspeito preso

Primo de Carina, também presa, confessou o crime e afirmou que ela e a filha do casal assassinado, Ana Flávia, planejaram o falso assalto premeditadamente

Foto: Reprodução
- PUBLICIDADE -

Em depoimento à polícia, o terceiro preso suspeito de participar das mortes de três pessoas da mesma família no ABC Paulista confessou o crime. O homem, que não teve a identidade revelada, é primo de Carina, já presa. A ação foi premeditada ao lado de Ana Flávia, filha do casal e irmã do jovem de 15 anos que foram assassinados na última semana.

Carina Ramos e Ana Flávia Gonçalves são esposas e cumprem prisão temporária pela suspeita de terem executado Romuyuki Gonçalves, de 43 anos, da mulher Flaviana Gonçalves, de 40 anos, e do filho mais novo Juan Gonçalves, de 15. As duas negam envolvimento no crime.

- PUBLICIDADE -

De acordo com o depoimento do suspeito, a intenção do trio era roubar dinheiro e jóias do cofre da casa. O pai e o adolescente estavam dentro da residência em um condomínio de Santo André (SP) junto a Ana Flávia e Carina, no momento em que três bandidos chegaram anunciaram o assalto. O relato aponta que pai e filho foram levados a um quarto do andar de cima onde foram espancados e torturados, enquanto Ana Flávia e sua esposa ficaram no andar de baixo.

Foi revelado também à polícia que os dois foram mortos por asfixia depois de apanharem. A mãe chegou à casa depois e foi vendada. Como não havia dinheiro e nem objetos de valor no cofre, após uma conversa entre os suspeitos, Ana Flávia autorizou a morte de toda a família.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Santo André

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.