Internacional: Líder da oposição peruana, Keiko Fujimori volta a ser detida

Ela é acusada de receber ilegalmente fundos da Odebrecht

Foto: Mariana Bazo/Reuters

- PUBLICIDADE -

A líder da oposição peruana, Keiko Fujimori, pode ficar presa por até 15 meses. Ela é suspeita de receber ilegalmente fundos da empreiteira brasileira Odebrecht.

Nessa terça-feira (28), promotores peruanos anunciaram a prisão de Fujimori, que poderá ficar detida por 15 meses sob a suspeita de receber cerca de US$ 1 milhão em fundos ilegais da empreiteira. Eles afirmam ainda que ela poderia destruir evidências.

- PUBLICIDADE -

Filha do ex-presidente Alberto Fujimori, Keiko havia sido libertada em novembro.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.