Içara: homem é condenado por tentar matar o próprio tio

Tribunal do júri resultou na sentença de 9 anos e 4 meses de reclusão em regime fechado

Divulgação TJSC
- PUBLICIDADE -

Érik Borges

Içara

- PUBLICIDADE -

O Tribunal do Júri, presidido pelo juiz Fernando Dal Bó Martin, condenou um homem no município de Içara, pelo crime de tentativa de homicídio contra o próprio tio. O crime ocorreu em 2018 e a decisão foi expedida nessa quinta-feira, dia 29. O réu foi condenado a 9 anos e 4 meses de reclusão, inicialmente em regime fechado.

A sentença cabe recurso da defesa. “O recurso será pautado na diminuição da pena, porque em tese, não há possibilidade de reversão, haja vista o respeito à soberania dos vereditos. Não houve nulidade, o acusado era réu confesso, tanto da prática como da intenção de matar”, declara o advogado defensor do réu, Franco Cruz Mônego.

O réu, que já estava preso em unidade prisional de Criciúma, retornou ao sistema carcerário após o julgamento. “Resta esperar que as finalidades da pena sejam alcançadas no caso concreto”, ressalta o advogado defensor do réu, Franco Cruz Mônego.

De acordo com a decisão judicial, as consequências do crime extrapolam os limites da pena, uma vez que a vitima teve de se submeter a intervenção médica, vindo a ficar incapacitada para as ocupações habituais por mais de 30 dias. “Além disso, restou uma cicatriz na região do pescoço, algo que se deduz a partir da gravidade da lesão – caracterizadora de dano estético, conforme laudo técnico”, destaca o juiz.

Crime cometido

Na ocasião, o homem utilizou golpes de machadinha no pescoço, cabeça e braço da vítima após uma discussão por possível barulho ocasionado na residência. Dessa forma, o crime foi agravado por ter sido cometido por motivo fútil.

O agressor também deu uma martelada na cabeça do tio, que desmaiou. As agressões só teriam parado após o sobrinho achar que o homem já estava morto. O autor impossibilitou a defesa da vítima ao sair da residência do tio momentos após a luta corporal e retornar com a machadinha no intuito de atacar o tio, que permaneceu deitado no sofá, pego de surpresa.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.