Grávida, agente de Segurança do Case de Criciúma é morta a tiros

Ocorrência foi registrada em Porto Alegre

- PUBLICIDADE -

Na noite de domingo, 22 de novembro, uma mulher grávida e um homem foram mortos a tiros na Zona Norte de Porto Alegre. A mulher é a agente de segurança socioeducativo do Case de Criciúma, Itiara Hepp da Rosa Araujo, de 36 anos.

De acordo com informações divulgadas pela Polícia Civil ao portal Clic Camaquã, as investigações dão conta que os dois estavam dentro de um carro, estacionado na rua Lindo Pasqualin Brufatto, no bairro Farrapos, na Zona Norte.

- PUBLICIDADE -

Duas pessoas que estavam de bicicleta, passaram atirando em direção ao carro estacionado, um Peugeot 206, com placas de Santa Catarina. A mulher foi identificada como Itiara Hepp da Rosa Araujo, 36 anos, natural de Santa Catarina e o homem como Guilherme Gomes Raya, 27 anos, natural do Rio Grande do Sul. A mulher estava grávida, entre sete a oito meses.

Os dois não resistiram aos ferimentos dos disparos da arma de fogo e morreram no local. O bebê também morreu. Ainda de acordo com a delegada Marlova Guedes, plantonista da Delegacia de Homicídios da Capital, o homem tinha antecedentes criminais por tráfico de drogas e a mulher, por lesão corporal.

Até o momento não há informações sobre qual era a relação entre Guilherme e Itiara. A Polícia Civil está trabalhando com duas hipóteses iniciais para o crime: latrocínio (roubo com morte) ou envolvimento com tráfico de drogas. A investigação será conduzida pela 2ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa da Capital e os autores do crime ainda não foram divulgados.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.