Criciúma: Policial é homenageado pelo salvamento de idosa em incêndio

- PUBLICIDADE -

Criciúma

O Policial Militar do 9º Batalhão de Criciúma Fernando de Melo Rosso foi homenageado na Sessão Ordinária nesta segunda-feira, dia 30, por meio de Moção de Aplauso, pelo salvamento da idosa de 72 anos e seu animalzinho de estimação em incêndio em seu apartamento. A motivação foi da vereadora Geovana Benedet Zanette e aprovada por unanimidade pelos parlamentares.

- PUBLICIDADE -

“Ele teve um ato de bravura, mesmo de folga, agiu rápido para salvar a idosa e seu animalzinho, protegendo assim eles e todos os moradores daquele edifício. Nós temos que homenagear nossos policiais, bombeiros e outros profissionais que zelam pela vida do outro”, ressaltou a vereadora.

Relembre: Na madrugada de sábado dia 15 de agosto de 2020, na região central de Criciúma, o Soldado Melo, do 9º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Criciúma, estava de folga e percebeu que uma idosa estava na janela solicitando ajuda, pois seu apartamento estava em chamas. Melo fez contato com os bombeiros e correu para o local, onde organizou os moradores para saírem do prédio. Soldado Melo logo iniciou o combate às chamas até a chegada dos bombeiros com mais equipamentos, auxiliando os trabalhos até o salvamento da idosa e do seu animalzinho de estimação.

Mesmo de folga, o soldado não hesitou e cumpriu com sua missão de “servir e proteger, mesmo com o risco da própria vida.” O soldado não mediu esforços e auxiliou no salvamento de muitas pessoas.

O soldado, que ingressou na Polícia Militar de Santa Catarina em 2013, conta que todos os dias em algum lugar do Brasil, um policial salva a vida de alguém e ele fica feliz em poder ajudar.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.