Criciúma: PM apreende 9,8 quilos de drogas e uma arma de fogo

Divulgação PMSC
- PUBLICIDADE -

Criciúma

A guarnição da Policial Militar durante o seu patrulhamentos pelo bairro Renascer, em Criciúma, recebeu denúncias de que no meio daquela comunidade estava ocorrendo o tráfico de drogas, mais precisamente em dada residência na Rua Cirlei Maria Barbosa Leandro.

- PUBLICIDADE -

Ao se aproximar da casa denunciada, os policiais avistaram duas mulheres em frente a mesma, aproximaram-se e as indagaram sobre as denúncias de que se praticava o tráfico de drogas na localidade, onde responderam que ambas residem ali e desconhecem o teor das denúncias. A partir daí foi perguntado as duas se autorizavam o ingresso da guarnição na residência para realizar buscas, fato que foi consentido.

Durante a procura de evidências do crime, já na parte de trás do terreno, localizou-se uma porta improvisada através de um muro, o qual fazia caminho com outra rua, conhecida pelo constante trânsito drogas.

Procedeu-se também a buscas por baixo do assoalho da residência, próximo a esta porta improvisada, oportunidade em que houve êxito na localização de uma mochila e uma bolsa plástica, encontrando-se no seu interior diversos tabletes de substância semelhante a maconha, embalados, aproximadamente 9.856 Kg, diversas porções de substância semelhante à crack, embaladas, pesando aproximadamente 543 g, diversas porções de substância semelhante à cocaína, embaladas, pesando aproximadamente 300 gramas, dois rolos de plástico filme, uma balança de precisão, uma tesoura e uma pistola calibre 9mm, com munição no carregador.

Logo após, as duas mulheres foram cientificadas dos objetos encontrados e relataram não ter qualquer relação, alegando nada saber sobre as drogas. Ambas informaram apenas que algumas pessoas frequentavam o terreno, porém não relataram nomes.

Efetuada a prisão em flagrante, apreendido um celular e mais R$ 58. As duas mulheres foram conduzidas à delegacia para os procedimentos necessários.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.