Criciúma: Duas lojas são fechadas pela polícia

Estabelecimentos fazem parte de uma rede e descumpriam determinações estadual e municipal

- PUBLICIDADE -

Criciúma

A Polícia Civil de Criciúma fechou duas lojas, no final da tarde de sexta-feira. Os estabelecimentos estavam descumprindo os decretos do governo do Estado e da prefeitura, que mantêm fechados os comércios durante a pandemia do coronavírus. “São estabelecimentos de grande porte na cidade, em nível de Brasil, tinham colocado totens na porta para receber pagamentos dos clientes”, explicou o delegado regional da Polícia Civil, Vitor Bianco Júnior, em entrevista ao programa Ponto Final, da rádio Som Maior. “Espero que não reabram. Se acontecer, as pessoas serão conduzidas à delegacia de polícia”, completou o delegado.

- PUBLICIDADE -

O delegado observou, ainda, muitas pessoas circulando pelas ruas. Outras diligências são feitas na cidade e região. “Nos deparamos com muitas situações de indústrias de grande porte, onde os decretos informam que eles poderiam estar funcionando com o mínimo possível de funcionários. Isso é discutível: cada empresa tem um número de funcionários e eles entendem que este é o mínimo. Então, fica difícil”, comentou o delegado.

A Polícia Militar também está nas ruas fazendo o monitoramento dos comércios. “Temos recebido inúmeras denúncias”, apontou o coronel Cosme Manique Barreto, comandante da 6ª região de Policia Militar. “A gente tem até uma sobrecarga no 190, de tantas ligações”, finalizou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.