Criciúma: DIC esclarece primeiro homicídio do ano

Divisão de Investigação Criminal de Criciúma solicita apoio para localizar os criminosos foragidos

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

A DIC de Criciúma concluiu o inquérito policial que apurou o homicídio do idoso Cedenir dos Santos, de 63 anos de idade, que na noite do dia 2 de janeiro foi assassinado com 14 tiros no bairro Cristo Redentor. Ele foi a primeira vítima de homicídio em Criciúma nesse ano.

Através das investigações realizadas pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa, foi esclarecido que Cedenir foi “decretado de morte” por um grupo criminoso que atua no estado, porque foi acusado de praticar crime sexual em uma criança do bairro. O assassinato foi cometido por Kasuel Dutra, de 18 anos de idade, na companhia na companhia de um adolescente de 15 anos.

- PUBLICIDADE -

Também foi apurado que o mandante do homicídio foi Paulo Luiz Miron Neto, conhecido como “Cebola”, de 31 anos de idade. Ele é apontado como o líder de referido grupo criminoso no bairro Cristo Redentor, sendo indiciado pelos crimes de homicídio qualificado (motivo fútil e impossibilidade de defesa da vítima) e de corrupção de menores, juntamente com Kasuel, um velho conhecido no meio policial por já ter praticado quatro homicídios quando adolescente.

Com as provas coletadas, o Juízo da 1ª Vara Criminal da Comarca de Criciúma decretou as prisões preventivas de Paulo e Kasuel, que estão foragidos da justiça. Já o menor de idade, possuidor de 28 passagens policiais, a maioria por tráfico de drogas e receptação de veículos furtados, responderá perante a DPCAMI pela prática do ato infracional análogo ao crime de homicídio qualificado.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.