Criciúma: Casal é preso guardando grande quantidade de drogas em casa

Ocorrência foi registrada na noite desse sábado, no bairro Santo Antônio

Foto: Divulgação / PM
- PUBLICIDADE -

Um casal foi preso na noite desse sábado, 19, por armazenar dentro do apartamento onde moram uma grande quantidade de maconha. A Polícia Militar recebeu informações de que três criciumenses foram ao Paraguai buscar drogas, e que um deles guardava parte dos entorpecentes dentro da morada localizada no bairro Santo Antônio.

No local, os policiais bateram na porta, sendo que foram atendidas pela esposa do suspeito. Ela foi informada sobre a denúncia, e questionada se havia algo de ilícito no local, relatou que existia invólucros de maconha no quarto do casal, e que aquilo era tudo de seu marido, sem ter ligação com a prática do tráfico. Foi perguntado então onde seu marido estava, e ela informou que ele havia saído.

- PUBLICIDADE -

Questionada se era conivente com os atos de seu cônjuge, a ela respondeu que nada poderia fazer. Foi dado voz de prisão a mulher, e no momento em que a guarnição deixava o local, o marido dela chegou, dizendo já saber que os policiais estavam ali, e que sua esposa não tinha nada a ver com aquilo. Ao ser perguntado se era o dono da droga, ele disse que sim, porém, alguns instantes depois, passou a falar que não estava em casa no momento da abordagem, portanto aquela droga não poderia ser ligada a sua posse, e que não sabia de nada sobre a droga.

Pelos fatos, foi dado voz de prisão ao suspeito, e os envolvidos foram conduzidos juntamente com os objetos apreendidos até a Delegacia , onde foram apresentados ao delegado. A Polícia Militar ainda salientou que após a chegada na delegacia, o homem começou a coagir sua esposa a assumir a droga, pois ele já teria antecedentes criminais, e ela seria ré primária.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.