Buscas por corpo de menina desaparecida na Guarda do Embaú continuam

Criança de 11 anos está desaparecida há mais de uma semana, prima que sofreu afogamento tentando salvá-la morreu após complicações no hospital

Fonte: ND Mais
- PUBLICIDADE -

Após umas semana e dois dias, os bombeiros militares seguem com esperança de encontrar o corpo da criança de 11 anos que desapareceu na Guarda do Embaú, em Palhoça. Como o acidente ocorreu na quinta-feira passada, dia 5, há possibilidade de o corpo da menina já estar boiando no mar, mas até então ele não foi encontrado.

Os bombeiros militares apontam que redes de pesca, maré e outras adversidades podem influenciar na localização do corpo da jovem no mar. Nas tentativas de achar o corpo, foi utilizada o helicóptero arcanjo, e no mar, atuam os oficias do 10º Batalhão de Bombeiros Militar, com sede em São José.

- PUBLICIDADE -

Desde o desaparecimento, o Corpo de Bombeiros faz buscas com três equipes e uma embarcação. São vistoriados também os Costões da Ilha Três Irmãs, Corais e Lagoinha do Leste para tentar achar a criança. O caso ocorreu na quinta, e também teve outra vítima, que acabou morrendo no hospital no sábado.

Samanta Mineiro, de 19 anos, havia entrado no mar para salvar a prima, e foi resgatada pelos guarda-vidas, mas não resistiu às complicações.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, a vítima sofreu um afogamento grau seis, que ocasiona parada cardiorrespiratória, verificada no resgate, quando a jovem estava sofrendo com apneia (perda da respiração) e ausência de batimentos cardíacos.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.